Médica do CHMT obtém 19,9 no exame nacional final de avaliação do internato médico

Sara Querido obteve 19,9 no exame nacional final de avaliação do internato médico. Foto: DR

A médica Sara Querido, do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) quase atingiu a nota máxima com os 19,9 valores obtidos, tendo registado a melhor nota da especialidade de Nefrologia. Sara Querido, que realizou o seu internato no Serviço de Nefrologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo, teve a nota mais alta no exame de avaliação final do internato médico.

PUB

“Em Portugal temos o exame final da especialidade e foi esse exame que fiz, entre 25 e 28 de Outubro, e que terminei com 19,9”, refere Sara Querido, citada em nota de imprensa do CHMT.

Apesar do muito esforço, trabalho e dedicação este é um resultado que nunca se espera. “Eu própria não estava à espera deste resultado”, confidenciou a agora especialista Sara Querido.

PUB

E como se chega ao 19,9? “Com esforço. Sobretudo nos últimos dois anos dediquei-me bastante à parte curricular, quer a nível da preparação científica, quer a nível da apresentação. A primeira prova foi curricular e as restantes foram provas orais. Foi muito tempo de estudo e foi um momento muito bom, também porque consegui manter a calma entre as diferentes provas”, contou Sara Querido.

O exame final da Sara, que a deixou feliz, foi também importante porque permite “mostrar que o facto de se vir de um hospital distrital, onde não temos todas as valências e onde não temos muitas vezes o apoio científico, que existem em hospitais maiores e centrais, não é impeditivo deste resultado. É resultado também das oportunidades que criamos, dos estágios que fazemos, do que conseguimos dedicar à especialidade. O facto de virmos de um hospital onde, teoricamente, não se teria tanta possibilidade de progredir no internato não faz o interno. O interno faz-se, também, a si próprio” declara a interna que obteve a melhor classificação.

PUB

Para os colegas mais novos fica o exemplo: “O nosso serviço de nefrologia é relativamente recente. Há outros hospitais com mais tradição em formação. Eu sou a terceira interna do serviço de Nefrologia do CHMT. Este resultado mostra aos colegas mais novos que, mesmo em hospitais com menos tradição, se consegue formar e com distinção”.

Quem nunca teve dúvidas da possibilidade deste 19,9 foi a diretora do Serviço de Nefrologia do CHMT, Ana Vila Lobos. “Eu disse: tu vais ficar em primeiro lugar. Percebi logo o grande potencial dela. Tenho uma larga experiencia de ver curricula e o dela não tinha comparação com tudo o que eu tinha visto antes”.

“A Sara agora é especialista e uma grande especialista e, para nós, é um orgulho muito grande. Muito para além do mérito de serviço, o mérito é todo dela, foi um grande esforço e ficamos muito orgulhosos por ter feito o internato aqui, connosco”, afirmou Ana Vila Lobos, que ganhou a aposta que fez com a interna: “Eu sempre disse que ela ia ter a melhor nota e ganhei um jantar”.

O futuro de Sara Querido está em aberto e a escolha será dela, mas no Centro Hospitalar do Médio Tejo, em particular no Serviço de Nefrologia, a vontade é expressa pela diretora do Serviço, “o que gostaria era que ela ficasse cá. Dava-nos um grande impulso até do ponto de vista científico”.

Apesar de a decisão não estar tomada, a diretora do Serviço de Nefrologia do CHMT, refere: “ela vai ser sempre nossa”.

Para já, a especialista em Nefrologia, Sara Querido, desfruta deste brilhante resultado que faz questão de partilhar: “lá por casa ainda se está em festa. Esta é também uma altura em que reparamos quem é que realmente se preocupa connosco, quem gosta de nós e quem comemora connosco os nossos sucessos e as nossas vitórias. Este é um momento que tem mostrado quem são os amigos, aqueles que ficam genuinamente satisfeitos com o que alcançamos. Sobretudo para a minha mãe tem sido um orgulho, pois acompanhou o esforço dos últimos anos”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Os meus Parabéns à médica Sara Querido, do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Fica este exemplo aos que lhe querem seguir as pegadas….Os pais da Dr.ª Sara Querido estão muito orgulhosos da filha que têm, e o centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), também com muito orgulho….Tudo se consegue com muito trabalho, dedicação, empenho.
    Não conheço a médica Sara Querido, mas sou Portuguesa e tenho orgulho em termos tão bons médicos e de não lhe darmos o devido valor e depois vê-los sair de Portugal. Mais uma vez Parabéns Dr.ª Sara Querido

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here