Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Marcha pelo Tejo juntou 150 pessoas em Vila Velha de Ródão contra a poluição do rio

A marcha pelo Tejo que decorreu hoje em Vila Velha de Ródão, juntou cerca de 150 pessoas que manifestaram a sua preocupação com as questões ambientais que afetam o rio.

- Publicidade -

A iniciativa, promovida pelo Bloco de Esquerda (BE), começou em Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco, e vai estender-se, durante a tarde de hoje, aos distritos de Portalegre e Santarém.

“O BE tem tido como uma grande preocupação, as questões ambientais e em particular os problemas que se vinham arrastando há anos de poluição da bacia hidrográfica do Tejo”, disse à agência Lusa o deputado e presidente da Comissão Parlamentar de Agricultura, Ambiente e Ordenamento do Território, Pedro Soares.

- Publicidade -

Este responsável adiantou ainda que esta iniciativa do BE pretende ser um contributo para chamar à atenção da opinião pública e das entidades responsáveis pelo ambiente, para os problemas que afetam o rio Tejo.

“Para além de todo o trabalho que tem sido feito pela comissão parlamentar do ambiente (…) o BE quer alertar para a necessidade de se continuar a trabalhar no sentido de termos um Tejo ambientalmente são e ecologicamente vivo, porque isso é fundamental para o país o aproveitamento do Tejo enquanto recurso económico nas suas múltiplas vertentes, desde a pesca, o turismo passando pela atividade industrial”, frisou.

O deputado do BE sublinhou ainda que a marcha começou em Vila Velha de Ródão, um concelho onde a indústria existente, sobretudo ligada à celulose, “tem tido uma pressão em termos de poluição, muito grande nesta região e sobre o Tejo”.

Adiantou ainda que após uma conversa com o presidente do município local, Luís Pereira, foi feito um ponto da situação em Vila Velha de Ródão, onde a empresa ligada à celulose, está já a iniciar obras para evitar que a atividade poluidora continue.

“Isto é uma boa notícia. São cerca 80 milhões de euros que a empresa investiu e tenho plena consciência que isso só aconteceu porque houve uma grande pressão da opinião pública sobre a exigência do fim da poluição provocada por esta indústria no Tejo”, frisou.

A marcha pelo Tejo decorreu de forma ordeira e passou junto às principais indústrias existentes em Vila Velha de Ródão tendo terminado no cais da vila, junto ao rio.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome