Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação: Universidade Sénior começa segunda-feira com todos a aprender e todos a ensinar

São mais de 50 os alunos inscritos que vão iniciar as aulas da recém-criada Universidade Sénior de Mação na segunda-feira, dia 2 de outubro. O que os motiva? Aprender, conviver e ocupar os tempos livres.

- Publicidade -

Maria José Romão, 60 anos, juntamente com Albertina Susana Mora, de 82 anos, e Arminda Bento, 69 anos, são do Penhascoso, concelho de Mação, e 45 minutos antes do início da sessão de lançamento da Universidade Sénior já estavam à porta do Centro Cultural Elvino Pereira.

O que é que as levou a inscreverem-se na Universidade? Maria José Romão, de 60 anos, inscreveu-se porque defende que “o saber não ocupa lugar” e porque “é uma maneira de colmatar o tempo e conviver com outras pessoas”. Inscreveu-se nas disciplinas de artes, informática, saúde e bem-estar, “mas não quer dizer que vá a todas, depende dos horários porque não tenho transporte próprio e tenho de conciliar com quem venha”, refere.

- Publicidade -

Já Albertina Susana Mora, com 82 anos e uma vivacidade louvável, também vai iniciar as aulas na Universidade Sénior na próxima segunda-feira, dia 2. “Desafiaram-me para me inscrever nas atividades e venho, é uma maneira de conviver e de passar o tempo”, refere salientando no entanto que não sabia ainda se tinha de trazer a agulha e o dedal para as aulas.

Arminda Bento, 69 anos, refere que “o meu marido disse logo que não vinha e até me disse para não me comprometer com coisas que depois posso não cumprir, mas eu inscrevi-me para ocupar o tempo, para aprender mais alguma coisa. Venho ver como é e para aprender mais alguma coisa”. Relativamente às disciplinas, ainda não escolheu nenhuma mas refere que “gostaria da saúde e bem-estar e religião”. E remata dizendo que “só o sairmos de casa já é bom, o trabalho que espere e a azeitona também vai esperar”.

Carlos Sousa, 67 anos, é de Mação e também vai frequentar a universidade sénior. “Achei interessante, tanto para o conhecimento, como para convívio e também para ocupar os tempos livres”. Informática, computadores e as disciplinas ligadas ao Museu de Mação são as suas áreas de eleição. “Espero encontrar umas horas bem produtivas”, refere.

Mais de 50 alunos estiveram na cerimónia de abertura da Universidade Sénior de Mação
Mais de 50 alunos estiveram na cerimónia de abertura da Universidade Sénior de Mação

Já Vítor dos Santos, 71 anos, é de Lisboa mas está a viver em Sanguinheira de Envendos. Foi o interesse pela escrita criativa, pelo inglês e pela informática que o levaram a inscrever-se na Universidade Sénior. Também com interesse pela sociologia refere que “posso ir buscar outras disciplinas e deixar estas de fora, vou ver como param as modas e depois decidir”, refere, No entanto, “acho que será produtivo”.

Mais de 50 alunos da nova Universidade Sénior de Mação marcaram presença na sessão de lançamento que decorreu esta segunda-feira, dia 26, no auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, onde ficaram a conhecer os professores que irão ministrar as diversas disciplinas e receberam as pastas de alunos com os horários das diversas atividades.

“Nunca é tarde para aprender”

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, salienta que a Universidade Sénior é uma mais valia para quem dela usufruir
Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, salienta que a Universidade Sénior é uma mais valia para quem dela usufruir

Para Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, “esta Universidade Sénior é o culminar de todo o processo que há muitos anos é feito no nosso concelho no apoio aos mais idosos”. Num concelho com um índice de envelhecimento grande, a Universidade Sénior “será uma mais valia pelas valências que poderá acrescentar, as pessoas que aderirem a esta universidade podem aprender outras matérias e nunca é tarde para aprender”, salienta o autarca.

Com cerca de 500 pessoas inscritas no Clube Sénior, criado há dois anos, é expetativa da autarquia que muitos deles possam ainda vir a frequentar a universidade sénior, acrescentando aos já 50 alunos inscritos, outros tantos.

Na cerimónia de lançamento da Universidade Sénior, Vasco Estrela referiu que “esta universidade nasceu muito pelo empenho e pressão do Dr. Tiago Leite, diretor do Centro Distrital da Segurança Social, que dizia que não fazia sentido que Mação não tivesse a sua universidade sénior”.

“Esta universidade não vem substituir nada, nem ninguém, é uma mais valia para quem dela usufruir, permite uma maior interação entre todos e é uma forma de todos os que sentem vitalidade possam vir aqui e continuarem a aprender”, salientou Vasco Estrela.

Tiago Leite, diretor da Segurança Social de Santarém, referiu que é um grande defensor das universidades sénior porque “tenho andado de concelho em concelho, tenho passado por diversas universidades sénior e sinto o brilho no olhar das pessoas que as frequentam porque estas universidades têm a capacidade para mostrar que as pessoas são úteis”.

Luís Jacob, presidente da RUTIS, dirige-se aos alunos dizendo que daqui a seis meses farão coisas que nunca imaginaram fazer na vida
Luís Jacob, presidente da RUTIS, dirige-se aos alunos dizendo que daqui a seis meses farão coisas que nunca imaginaram fazer na vida

Luís Jacob, presidente da direção da RUTIS – Rede de Universidades da Terceira Idade, salientou que depois de Mação, “agora só falta Sardoal para que todos os concelhos do distrito de Santarém tenham universidade sénior”.

E dirigiu-se aos alunos, tranquilizando-os: “não se assustem porque aqui não vai haver exames, nem testes como nas universidades convencionais. As pessoas não vão apenas aprender, vão também partilhar porque todos têm algo para ensinar aquilo que aprenderam ao longo da vida”.

E deu o exemplo da aluna mais velha da universidade sénior em Portugal, que tem 102 anos, frequenta a UTI de Grândola desde os 95 anos onde tem aulas de dança e informática, entre outras. “Daqui a seis meses, a maior parte dos alunos da Universidade Sénior de Mação vai fazer coisas que nunca pensou fazer na vida, independentemente da idade, vão ser capazes de fazer muitas coisas”, referiu Luís Jacob.

Disciplinas e professores

“Viver intensamente em qualquer idade”, é o lema defendido por José Maia que vai ser o professor de desporto e prática desportiva. Alcançar o bem-estar físico e social são dois dos grandes objetivos de José Maia para com os seus futuros alunos, além do desejo de organizar a realização das jornadas dos jogos tradicionais do concelho de Mação. E deixou o desafio: “vamos dar vida aos anos, porque não podemos dar anos à vida”.

José Maia, professor de prática desportiva, desafia os alunos a "dar vida aos anos porque não podemos dar anos à vida"
José Maia, professor de prática desportiva, desafia os alunos a “dar vida aos anos porque não podemos dar anos à vida”

Carlos Borges Pereira será o professor responsável pelos workshops de engenharia e sistemas. “Não vou dar aulas, o que vou é ter conversas convosco”, referiu acrescentando que “vocês têm a universidade do trabalho que me vão ensinar a mim”.

História das Religiões é outra das disciplinas que integram a Universidade Sénior de Mação e que será da responsabilidade do professor Augusto Nogueira que adverte que “não vimos para aqui para comparar religiões, o que vamos fazer é falar sobre a religiosidade de cada um”.

Para a disciplina de História Local e Regional, António Silva será o responsável. Este professor, que também dá aulas na universidade sénior de Proença-a-Nova deixa o desafio aos responsáveis: “poderia haver uma parceria entre Sertã, Proença e Mação para visita aos locais históricos destas localidades”.

Vítor Alexandre, inspetor da Polícia Judiciária, será o professor responsável pela disciplina de Sociedade e Cidadania. “Vou ter nesta universidade colegas com quem vou aprender e não ensinar” porque “ a escola da vida é a verdadeira escola que nos ensina”.

Os restantes professores e disciplinas são os seguintes: Ateliê de Manualidades, com a professora Camila Fernandes; Informática, com Octávio Rosa; Cláudia Santos dará Expressão Criativa; Sociologia, com Vera António; Escrita Criativa, com Francisco Rocha; Inglês e Português, com Cláudia Cordeiro; Gestão e Motivação Pessoal, com João Farinha; Elizabete Loureiro, dará Música; Tânia Pires, Ginástica; Pintura com o professor Nuno da Escola de Pintura “Lápis de cor”; e o Sr. Teixeira Marques que quer apostar na formação de um grupo de teatro. A disciplina de Saúde e Bem-estar será assegurada por Vanda Serra e pela equipa de enfermeiros do Centro de Saúde de Mação e as disciplinas ligadas ao Património e Saberes serão da responsabilidade dos diversos técnicos do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado no Vale do Tejo, em Mação.

As aulas da Universidade Sénior de Mação têm início na próxima segunda-feira, dia 2 de novembro, e irão decorrer nas antigas instalações da escola secundária de Mação.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

- Publicidade -