Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

Mação | Universidade Sénior atinge os 98 inscritos no 4º ano de atividade (c/fotos)

Arrancou na manhã desta terça-feira o 4º ano letivo da Universidade Sénior de Mação (USM), no bem composto auditório do CC Elvino Pereira, desta feita com um recorde de alunos a rondar perto de uma centena. Para já estão 98 inscritos, mas espera-se que ao longo do ano o número possa subir. Para o reitor da USM, presidente da CM Mação, Vasco Estrela, esta “é uma aposta ganha” do município, a par do envolvimento da população mais velha em iniciativas de promoção do envelhecimento ativo, que se complementa com o Clube Sénior do concelho.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, Vasco Estrela, presidente da autarquia maçaense e reitor da Universidade Sénior do concelho, frisou o grande número de inscritos e a “grande adesão de professores”, notando que “ano após ano esta Universidade vai tendo mais alunos e é sinal de reconhecimento do trabalho que tem sido feito, porque os alunos não vão abandonando e passam inclusivamente a palavra”, disse.

O autarca notou uma “dinâmica muito positiva” que se tem criado através do “passa-a-palavra”, o que tem atraído mais alunos, bem como “o trabalho extraordinário e voluntário por parte dos professores”.

- Publicidade -

Esta que é “uma aposta ganha”, simboliza também a maior responsabilidade de “continuar a melhorar”, pois o aumento significativo de alunos traz também “um ou outro problema de logística, a nível de salas e compatibilização de horários. Mas com calma e tranquilidade vamos arranjar soluções”, indicou.

O município tem por hábito disponibilizar o Centro Cultural Elvino Pereira, como salas na Escola Básica, e tem ainda em vista poder disponibilizar espaços no Centro de formação na Zona industrial.

Em jeito de balanço, Vasco Estrela recuou ao primeiro ano da USM, entendendo que os primeiros cerca de 40 inscritos já foram “uma resposta muito positiva”, aproveitando a atuação descentralizada do Clube Sénior em todas as freguesias, o que tornou mais fácil a divulgação do projeto. Ainda assim, assumiu que “está acima das expetativas o facto de ao fim de 4 anos existirem cerca de 100 alunos inscritos” [em 2017 estavam inscritos no arranque do ano letivo 73 alunos] e é algo “reconfortante”.

Para o autarca o importante é “não baixar a guarda e imprimir aqui inovação, sermos muito competentes no que tem de ser feito, que os professores andem motivados, tentarmos que nada falhe para que tudo resulte naturalmente”, terminou.

Sala cheia, com alunos, caloiros e alguns professores envolvidos na Universidade Sénior de Mação. Foto: mediotejo.net

Além desta resposta social, Vasco Estrela lembrou ainda a atuação do Clube Sénior, que se deslocaliza da sede de concelho até às freguesias, levando atividades aos membros inscritos, um projeto que tem também a sua importância em termos da dinâmica do envelhecimento ativo e estímulo cognitivo e desportivo. “Por outro lado, o Clube Sénior não é incompatível com a Universidade, pois as atividades não são similares e o contexto é completamente diferente”, explicou.

Este ano entraram na sessão, onde foram batizados e apadrinhados por alunos “veteranos” da USM, 15 caloiros, que poderão optar por 19 disciplinas.

As disciplinas disponíveis são Informática, Pintura, Artes Manuais, Dança Sénior, Espanhol, Inglês, Museu e Sociedade, Ambiente, Clima e Território, Desporto Sénior, Mente e Pensamento, História local e regional, Música e Cantares, Gestão e Movimento Pessoal, Sociedade e Cidadania, Formação Musical, História das Ideias, Apoio às redes sociais e Cultura e Cooperação.

A sessão contou com apresentação de Luís Barbosa, também professor voluntário na USM, e membro da Associação Internacional da Mente e do Pensamento, que focou a importância das Universidades Séniores para um envelhecimento ativo.

Também a professora Renata Sequeira, de Filosofia e num projeto com as crianças da Escola Básica de Mação, entregou vários exemplares do “Livro dos Afetos”, um trabalho de cooperação entre as crianças e os alunos seniores, que puderam desenhar sobre as histórias e memórias partilhadas.

No final houve momento de convívio com direito a bolo comemorativo, para adoçar esta abertura de ano letivo, enquanto se podia visitar a exposição “Do corpo que pensa ao pensamento sentido”, afixada na zona do bar do centro cultural, junto ao auditório.

As aulas iniciam a 8 de outubro, segundo indicou a coordenadora da USM, Vanda Serra, e para mais informações ou inscrições deverão deslocar-se à sede da Universidade Sénior (antiga escola secundária) ou o telefone 241 577 283.

Fotogaleria da sessão de abertura do ano letivo 2018/2019:

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).