Mação | Troço da EN244 entre Chão de Lopes e Chão de Codes preocupa autarca

A estrada nacional 244 apresenta um troço entre as localidades de Chão de Lopes e Chão de Codes com alto nível de perigosidade devido a abatimento em metade da sua faixa de rodagem e há vários anos sinalizado pela autarquia. Vasco Estrela (PSD), autarca da Câmara de Mação, disse que a Infraestruturas de Portugal, IP iria receber um “ofício” como “chamada de atenção”, lembrando que a autarquia “tem feito mais do que a sua obrigação” em relação àquele problema, sendo a estrada da jurisdição da IP. O ofício pretende lembrar o “risco eminente de queda, que pode vir a pôr em causa a segurança e a vida de cidadãos”, alertou o autarca.

PUB

PUB

O autarca explicou que o “abatimento já ocupa metade da faixa de rodagem”, lembrando que houve um “diferendo entre a Câmara e a Infraestruturas de Portugal sobre jurisdição daquela estrada”, que foi ultrapassado em 2014, altura em que se definiu que seria a IP a responsável pela manutenção da mesma.

“A Câmara tomou algumas medidas de contenção relativamente à questão, para evitar males maiores. Fizemos um alargamento da via para permitir uma passagem mais segura, colocámos baias de segurança, sinalizámos a estrada. Fizemos mais do que era nossa obrigação na altura”.

Lembrou ainda o autarca que um proprietário foi indemnizado, tendo recorrido a tribunal, devido ao “desmoronamento de terras” que provocou o dito abatimento da via, o que também contribuíra para o desfecho sobre o diferendo quanto à jurisdição da EN244.

Vasco Estrela afirmou que “estando ali uma situação perigosa há tantos anos” e uma vez que a IP não fez “qualquer diligência no sentido de prevenir qualquer acidente, nem tão pouco substituiu sinalização que entretanto ardeu, que a Câmara pôs, e tendo em consideração aquilo que sucedeu, infelizmente, noutros locais, achamos por bem fazer este apelo”, disse.

No ofício, a autarquia pretende “chamar a atenção da IP, lembrando que tem uma estrada em risco eminente de queda, que pode vir a pôr em causa a segurança e a vida de cidadãos, em concreto munícipes deste concelho também, e recordando a responsabilidade que têm nesta matéria”.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here