Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | RAME realizou primeiro Juramento de Bandeira descentralizado (c/ fotogaleria)

A palavra “Juro” ecoou no Largo dos Combatentes, em Mação, na tarde desta terça-feira, dia 24 de abril, naquele que foi o primeiro Juramento de Bandeira descentralizado do RAME – Regimento de Apoio Militar de Emergência, com sede em Abrantes. O compromisso de defender a Pátria foi assumido por 31 homens e mulheres soldados recrutas do Segundo Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército de 2018.

- Publicidade -

A cerimónia militar foi presidida pelo Segundo Comandante das Forças Terrestres, Major-General Marco António Mendes Serronha, ladeado pelo presidente da autarquia maçaense Vasco Estrela, e acompanhado pelos representantes de diversas entidades militares e civis que compunham a comitiva recebida no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

A cerimónia foi presidida pelo Segundo Comandante das Forças Terrestres, Major-General Marco António Mendes Serronha. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

As forças em parada, sob o comando do Segundo Comandante do RAME, Tenente-Coronel de Infantaria António Ferreira, eram formadas pela Fanfarra do Exército, dois pelotões da Companhia de Comando e Serviços do RAME e dois pelotões (cada) das Companhias de Formação do Primeiro e Segundo Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército de 2018.

Após a continência ao Major-General Marco António Mendes Serronha, seguiram-se a integração do Estandarte Nacional na formatura e a alocução do Comandante da Companhia de Formação, Capitão João Salavessa, que destacou a importância da honra, assim como legado de séculos de história e os antigos combatentes.

Forças em Parada junto ao Largo dos Combatentes. Foto: mediotejo.net

O soldado recruta Joaquim Silva estava entre os presentes que ouviram o capitão frisar que “a sorte é o que acontece quando a preparação se encontra com a oportunidade”. O jovem militar foi o que mais se distinguiu no segundo curso de formação de 2018 com a classificação final de 17,6 valores, tal como no Mérito Escolar. Ao nível do Mérito Pessoal, foi Rúben Borges que se evidenciou e Hélder Rodrigues foi reconhecido pelo Desembaraço Físico.

Os três foram os primeiros a receber as boinas castanhas que seriam impostas aos restantes soldados depois da leitura dos deveres militares pelo Chefe da Secretaria do Comando, Sargento-Chefe José Claro. Chegou então o momento mais simbólico da cerimónia em que os 31 soldados recrutas, 22 homens e nove mulheres, prestaram o seu Juramento de Bandeira.

Um dos momentos da imposição de bóinas. Foto: mediotejo.net

O evento militar prosseguiu com o desfile das tropas em parada e a atuação da banda perante um público numeroso que não se absteve de bater palmas em diversas ocasiões e entre o qual estiveram alguns alunos do concelho. Uma novidade em relação aos Juramentos de Bandeira anteriores do RAME que se juntou ao facto deste ser o primeiro realizado fora do concelho de Abrantes, onde esta unidade militar se encontra sediada, no Quartel de São Lourenço, desde novembro de 2016.

A decisão, segundo esclareceu ao mediotejo.net o Comandante do RAME, Coronel de Artilharia César Reis, deveu-se ao facto de Mação integrar a lista dos seis concelhos que integram a área de responsabilidade do RAME, a par das “excelentes relações institucionais” entre o regimento e a Câmara Municipal de Mação e da oportunidade de uma maior aproximação com a população.

A população juntou-se aos familiares e amigos dos soldados recrutas. Foto: mediotejo.net

A possibilidade de, no futuro, se realizarem Juramentos de Bandeira noutros concelhos não foi descartada, exemplificando com o Sardoal. Sobre o ocorrido em Mação na tarde desta terça-feira, o Comandante considerou que correu “muito bem” e foi ao encontro das expetativas, que estavam igualmente elevadas para o concerto marcado para essa noite no Cine-Teatro Municipal de Mação.

O evento solidário contou com a presença da Orquestra Ligeira do Exército no palco e do Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), General Frederico Rovisco Duarte, na plateia. Um “momento de solidariedade”, frisou o Comandante do RAME, organizado como “forma de agradecimento” à “coragem e esforço” das populações nos incêndios florestais que assolaram o país em 2017, não deixando de referir o apoio prestado por elas aos militares nesses momentos.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here