Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

MAÇÃO: Projeto internacional da sustentabilidade com programa intensivo

As instalações do Instituto Terra e Memória de Mação acolhem de 9 a 18 de março o Programa Intensivo APHELEIA 2016, projeto internacional que reúne 17 parceiros de 7 países e é coordenado pelo Instituto Politécnico de Tomar.

- Publicidade -

O projeto parte de um balanço negativo dos resultados concretos das últimas décadas de políticas de desenvolvimento sustentável, e defende um novo quadro de referência, que assume as necessidades humanas e a diversidade cultural como o núcleo de um novo paradigma de desenvolvimento.

Formar 40 líderes por ano e definir as 100 palavras-chave da sustentabilidade até 2017 são objetivos do projeto internacional APHELEIA.

- Publicidade -

O programa intensivo focará os indicadores de organização e transformação das matrizes culturais das sociedades, nos seus territórios de forma transversal no tempo (do Paleolítico ao presente) e com um foco multidisciplinar (arqueologia, antropologia, história, filosofia, geografia, ciências da terra, economia, direito, sociologia, etologia, entre outros).

Na ocasião, será igualmente apresentado o primeiro volume de estudos do projeto APHELEIA, sobre dilemas da sustentabilidade, que ao longo de 624 páginas discute perspetivas teóricas e casos de estudo, com o mesmo foco multidisciplinar e transversal no tempo.

O projeto APHELEIA decorre da reflexão desenvolvida na Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável realizada em 2012, na cidade do Rio de Janeiro, e que contribuiu para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas e articula-se com a proposta do IYGU, do ano internacional do entendimento global, e com o conceito de Filosofia e Ciências Humanas da UNESCO.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome