Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Programa Jovem Autarca com três candidaturas

O programa Jovem Autarca de Mação conta em 2018 com três candidaturas. Este projeto visa desenvolver o exercício da democracia participativa junto da população jovem do município mediante a sua participação. Os candidatos apresentam propostas e contam com 7500 euros para gestão e realização das mesmas.

- Publicidade -

São três os candidatos ao Programa Jovem Autarca de Mação, 2018. “Tivemos um aumento do número de candidaturas em 300%” graceja o presidente da Câmara Municipal, Vasco Estrela, já que no ano anterior o Executivo municipal tinha sido apanhado de surpresa pela falta de adesão ao programa Jovem Autarca, com a apresentação de uma única candidatura.

“Vamos analisar as propostas e numa próxima reunião tomar decisões sobre as mesmas. A ideia é que os três novos vereadores formem uma equipa e decidam politicamente a gestão daqueles processos, sabendo a verba que têm alocada, para perceberem o quanto custa tomar decisões”, disse o presidente da Câmara Municipal.

- Publicidade -

Esta é a primeira fase do programa em que “apresentaram um conjunto de projetos tendo 7500 euros para gerir. Presumo que os projetos dos três jovens autarcas ultrapasse esse montante e se assim for terão de constituir uma equipa, uma pequena câmara, e entre eles estabelecer prioridades e investirem o dinheiro que a câmara depois terá de validar”, explica Vasco Estrela.

Os participantes do programa são jovens residentes no município de Mação, com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, inclusive. Com as candidaturas, apresentaram o programa de ação e cujo montante de execução não pode exceder o montante fixado pelo executivo camarário, 7500 euros visando a proposta de medidas nas seguintes áreas de ação: a) Juventude; b) Tempos livres e Desporto; c) Património, Cultura e Ciência; d) Ação social; e) Educação, Ensino e Formação profissional; f) Promoção da Cidadania; g) Outras áreas que se considerem relevantes mediante deliberação em reunião de câmara.

O programa foi criado “para os estimular a pensar, para os estimular a decidir para perceberem a dificuldade tendo um montante, não chegando para tudo o que querem fazer a necessidade de fazer a gestão comedida” semelhante à vida real quando o Executivo “reconhece a necessidade de fazer, a pertinência da ação, da obra mas depois esbarramos no problema: não temos recursos financeiros. Há que estabelecer prioridades e responder pelas mesmas”, diz Vasco Estrela.

O mandato inicia-se com a tomada de posse, na sede do município de Mação, perante os membros da câmara municipal, nos trinta dias subsequentes à eleição e tem a duração de um ano.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome