Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

Mação | Presépio em Movimento da Serra não abre portas este Natal devido à pandemia

A aldeia da Serra (Mação) não terá a azáfama do costume durante a quadra natalícia. Tudo porque a pandemia de covid-19 levou a associação local e a organização a não abrir ao público o afamado Presépio em Movimento. Mais de 100 peças, mecanismos, estruturas e decorações feitas à mão pelo conterrâneo José Manuel Pires e com a ajuda da esposa Adélia na confeção de detalhes têxteis e adereços. Desde 2019 estão albergados num espaço exclusivo de 40 m2, anexo à sede da Associação Recreativa e Cultural da Serra, que já se tornava demasiado pequena para uma estrutura de 8,5 metros de comprimento e 2 metros de largura, e que todos os anos atraía centenas e centenas de visitantes de todo o país.

- Publicidade -

“Devido à pandemia (COVID-19) que se alastrou pelo mundo e por Portugal lamentamos informar que o Presépio em Movimento – Serra se vai encontrar encerrado este ano. Para bem de todos e para que não se corra riscos desnecessários a abertura do presépio este ano não irá ocorrer”, pode ler-se na página de Facebook criada para divulgar a abertura anual e organizar visitas de grupos entre dezembro e janeiro.

Situação que fica adiada para o Natal de 2021, esperando a associação que para o ano se possa a “pandemia faça parte do passado e que possamos abrir o presépio presenteando os nossos visitantes com muitas surpresas novas”, pode ler-se a par dos votos de Boas festas e saúde para todos.

- Publicidade -

Em 2017 o mediotejo.net foi conhecer José Manuel Pires, o criador deste Presépio que mantém a aldeia em movimento, resgatando memórias, tradições e profissões. Ora veja:

Mação | A aldeia da Serra e um Presépio com 101 motivos para ser visitado (c/fotos e video)

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).