Mação | Praia fluvial de Carvoeiro renova Bandeira Azul em ano de desafios

Foto: arquivo/mediotejo.net

A Praia Fluvial de Carvoeiro, concelho de Mação, ganhou pelo 14ª ano a Bandeira Azul. Um galardão que é sinónimo de qualidade e excelência, e simboliza o trabalho e investimento avultado da autarquia maçaense na manutenção daquele espaço frequentado todos os verões por centenas de pessoas. Se nos anos anteriores se virava a página após os incêndios de 2017 e de 2019 que fustigaram o concelho, eis que surgem novos desafios: com a tempestade Elsa, em dezembro de 2019, as intempéries fizeram enormes estragos na praia fluvial, inclusive na própria piscina, fruto também da intensidade do caudal da ribeira. Por isso, a única praia com Bandeira Azul do concelho encontra-se ainda em obras de requalificação, e em contagem decrescente para abrir a tempo do verão e receber os visitantes durante a época balnear, que se espera começar no final de junho.

PUB

PUB

Este é um “motivo de satisfação” para Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, que reforçou em declarações ao mediotejo.net que o território e os recursos naturais são grandes mais-valias do seu concelho, realçando ainda o “facto inédito” na região e no país com o reconhecimento dado à praia fluvial de Carvoeiro, em catorze anos consecutivos de atribuição de Bandeira Azul pela ABAE.

O galardão é fruto de “muito trabalho, do empenho de muita gente, no sentido de manter esta distinção, e estamos todos de parabéns, desde o concelho à Câmara Municipal e aos seus trabalhadores”.

PUB

“O desafio que temos, neste ano conturbado, é efetivamente tentar que a praia fluvial esteja em condições para abrir até final de junho, porque devido à depressão Elsa [dezembro de 2019] temos prejuízos avultados naquele espaço e estamos a tentar resolver em tempo útil”, disse o autarca, referindo que “não se pode pôr em causa este objetivo de abrir a praia, mesmo com as limitações e condições que a pandemia de covid-19 implicam”.

As obras em curso já ultrapassam os 100 mil euros, para garantir a plena requalificação da praia fluvial de Carvoeiro na sequência dos estragos provocados pela tempestade Elsa, no final do mês de dezembro de 2019, deixando a praia “fortemente danificada”.

O afinco na realização desta obras pretende ainda fazer jus ao galardão conseguido ao longo da última década e que Mação não quer perder. “Acho que somos a praia do Interior do país que há mais anos consecutivos ergue a Bandeira Azul, e isso deve-se ao enorme esforço que temos feito, e este ano não será exceção”, garantiu Vasco Estrela.

Foto: mediotejo.net

Recorde-se que a distinção com Bandeira Azul representa um símbolo de qualidade ambiental atribuído anualmente às praias e portos de recreio e marinas que se candidatam e que cumpram um conjunto de critérios do Programa Bandeira Azul. Estes estão divididos em 4 grupos: Informação e Educação Ambiental; Qualidade da Água; Gestão Ambiental e Equipamentos e Segurança e Serviços.

Dispõe de vários equipamentos, como balneários, bar, parque de merendas, churrasqueiras, espreguiçadeiras e toldos de palha, posto de primeiros socorros, estacionamento. Está dividida com zona de banhos para adultos e para crianças, e tem cadeira anfíbia para pessoas com mobilidade reduzida, bem como rampas de acesso aos patamares superiores.

A Praia Fluvial de Carvoeiro localiza-se a cerca de 25 minutos de Mação, e situa-se na localidade de Carvoeiro. Costuma receber visitantes de toda a região e do país, e é um espaço apetecível para reunir com a família e deixar as crianças brincarem e correrem à vontade. Destaca-se pelo seu enquadramento natural, que lhe confere grande tranquilidade e cujas infraestruturas estão adaptadas à envolvente florestal, permitindo contacto muito próximo com a fauna e flora.

Foto: mediotejo.net

Além de Carvoeiro, o concelho de dispõe de outros equipamentos e locais aprazíveis, estando em crer o município que este ano haja semelhante afluência de pessoas ao concelho como em anos anteriores, ainda que exista “grande grau de incerteza relativamente à situação de pandemia que se vive atualmente”.

Vasco Estrela referiu que o executivo camarário ainda está a decidir e deliberar sobre algumas situações, tendo em conta a pandemia de covid-19 e as medidas e restrições associadas ao acesso a este tipo de locais durante o verão.

O concelho costuma receber milhares de visitantes por esta altura para usufruir de lugares como a Praia fluvial de Cardigos, a Praia fluvial de Ortiga, o Pego da Rainha, na Zimbreira (Envendos), o Vale do Ocreza com as gravuras rupestres, percursos pedestres junto ao rio Tejo, entre outros locais que, aos poucos, vão sendo desvendados através do projeto Rotas de Mação.

Foto: mediotejo.net

“Estamos a tentar salvaguardar as situações que podemos controlar. O Parque de campismo de Ortiga vai reabrir a 1 de junho, e que nos obriga também a ter cuidados especiais. A piscina descoberta tem data de abertura prevista entre 26 a 30 de junho. Obriga uma Câmara da nossa dimensão a ter muita atenção a pormenores, para que nada falhe, e vamos trabalhar para que tudo corra bem e que possamos receber bem aqueles que nos visitam e aqueles que desfrutam das nossas infraestruturas”, afirmou o autarca maçaense.

Vasco Estrela refere que a atual situação de pandemia deve ser vista por duas vias de responsabilidade no que toca ao acesso a infraestruturas e equipamentos fluviais, balneares ou de natureza. “Há duas vias: da parte da Câmara, no sentido de ter os espaços e equipamentos em condições e também a via das pessoas, que devem respeitar as indicações que lhe foram dadas, quer pelo município, quer pelas autoridades de saúde, para que nada corra mal”, mencionou, acrescentando que se trata de uma “questão de bom senso, de respeito, que têm que ser acauteladas pelas pessoas no cumprimento das indicações para frequência das praias, e esperamos que não haja problemas a esse nível”.

Para o presidente da Câmara “temos todos, enquanto sociedade, de trabalhar em conjunto para evitar problemas” e por isso, faz um “duplo apelo”, pedindo que as pessoas “venham, mas que respeitem as indicações e limitações que vamos ter de respeitar, e em boa verdade, temos estado a respeitar há vários meses”.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here