Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Plano Municipal de Proteção Civil em consulta pública por 30 dias

O Município de Mação colocou em consulta pública, desde 7 de fevereiro, as componentes não reservadas do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Mação (PMEPCM). A consulta decorrerá por um período de 30 dias após publicação do edital.

- Publicidade -

O plano poderá ser disponibilizado na Secção de Obras Particulares, na Câmara Municipal, nas instalações da Proteção Civil/Gabinete Florestal (Estaleiro municipal) durante o período de consulta, podendo também ser consultado no site da autarquia.

No edital, pode ler-se ainda que “as sugestões ou observações que venham a ser apresentadas devem ser formuladas por escrito e dirigidas ao presidente da Câmara Municipal, ou através do endereço gabinete.florestal@cm-macao.pt”, contendo a identificação do autor, bem como endereço/contacto do mesmo.

- Publicidade -

O PMEPCM, como se pode ler na introdução do documento em consulta pública, “é um plano geral de emergência de proteção civil, pois a sua elaboração permite enfrentar a generalidade das situações de acidente grave ou catástrofe que possam ocorrer no âmbito territorial e administrativo do município de Mação”.

Vem definir “as orientações relativamente ao modo de atuação, bem como a articulação e coordenação do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC), Agentes de Proteção Civil (APC) e dos Organismos e Entidades de Apoio (OEA) a empenhar na iminência ou ocorrência de acidente grave ou catástrofe”, englobando a área concelhia, de cerca de 400 km², e integrando as seis freguesias: Amêndoa, Cardigos, Carvoeiro, Envendos, Ortiga e União das Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome