- Publicidade -

Mação | Passadiço junto ao rio integra Rota das Pesqueiras e Lagoas do Tejo

Aos pés da freguesia de Ortiga, na margem do rio Tejo, já começa a ganhar forma o mais recente projeto turístico do concelho, com instalação de um passadiço em madeira, que pretende melhorar e incentivar a fruição do património natural local e aproximar as pessoas do rio, relembrando e homenageando as gentes que ali desempenharam ofício e tiraram sustento para as suas famílias através da pesca. O projeto, da autoria do atelier Modo Associados Arquitetura e Engenharia, de Sardoal, representa um investimento de 300 mil euros e deverá estar concluído em junho.

- Publicidade -

O passadiço da Rota das Pesqueiras e Lagoas do Tejo vai servir de “elo de visita às mais de 20 pesqueiras de Ortiga num fantástico miradouro sobre o curso de água com ligação às lagoas do Tejo, local sempre muito aproveitado pelas gentes de Ortiga, especialmente pelos mais novos”, relembra a autarquia em nota de imprensa.

Já o autarca Vasco Estrela sublinha tratar-se de “um projeto não só interessante, mas muito merecido por e para quem viveu, e vive, o Tejo. Mação tem mesmo que se voltar para o rio. Há toda uma história, memória e cultura que é parte de nós, de todo o concelho de Mação mas, acima de tudo, de Ortiga e das suas pessoas, e que queremos realçar”, diz.

- Publicidade -

O objetivo passa por “estreitar ligações entre os ortiguenses e os visitantes do rio Tejo, preservando a cultura, o património e a história das muitas famílias de pescadores de Ortiga, que ali ergueram as pesqueiras” e durante anos retiraram o seu sustento pela arte da pesca.

O projeto servirá de complemento ao Núcleo Museológico de Ortiga, inaugurado em dezembro de 2020, além de integrar o projeto Rotas de Mação, da associação homónima; complementará ainda a Rota do Tejo que está a ser desenvolvida em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Notícia relacionada:

Mação | Rota das Pesqueiras e Lagoas do Tejo nasce em Ortiga para virar o concelho para o rio

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).