Mação | “Não há condições” para realizar a Feira dos Santos este ano, assume autarca

Feira dos Santos, Mação. Foto: CM Mação

A realização da Feira dos Santos, tradição bicentenária no concelho de Mação que todos os anos chama à vila uma multidão de visitantes no dia 1 de novembro, está em dúvida este ano, devido à situação de pandemia. Ao mediotejo.net, o presidente do Município, Vasco Estrela, admite não existirem condições para a realização desta que é a feira mais antiga do concelho.

PUB

O Dia de Todos os Santos, 1 de novembro, é assinalado todos os anos no concelho de Mação com a realização da Feira dos Santos, uma tradição bicentenária (criada em 1800), a feira mais antiga da vila à qual acorrem visitantes de toda a região.

Desde o Jardim Municipal ao Largo da Feira, passando pelo Largo dos Bombeiros e pelo dos Combatentes, junto à Câmara Municipal, a sede do concelho enche-se de vida com a diversidade de produtos que ali se encontram. Começando pelos cereais e frutos secos, até aos bolos e broinhas, ervas aromáticas, e passando ainda pelas máquinas agrícolas e utensílios para a apanha da azeitona, sem esquecer as bancas do vestuário, não falta nada nesta Feira, onde até há espaço para a recriação de um mercado à moda antiga.

PUB
Feira dos Santos, em Mação

Mas este ano, por força da pandemia de Covid-19 e da necessidade de adoção de regras que previnam a propagação do vírus, este certame está em vias de ser cancelado, adiando para 2021 os reencontros de conterrâneos e o cheiro a castanha assada que chama a população ao centro da vila.

A intenção de não realizar este ano a Feira dos Santos foi expressa pelo presidente do Município de Mação, Vasco Estrela (PSD), na reunião do executivo municipal realizada no dia 23 de setembro.

PUB

“Atendendo à situação que estamos a viver, parece-me, de todo, imprudente que possamos realizar esta feira”, admitiu o autarca, que confessou não se sentir, pessoalmente, “confortável em estar a promover uma feira que habitualmente junta na sede do concelho um número muito considerável de pessoas”.

Em declarações ao mediotejo.net no final da reunião, Vasco Estrela referiu que “não há condições para a realizar, é praticamente certo” e que “criar expectativas de haver feira não faz grande sentido, ninguém ficaria tranquilo se alguma coisa de errado acontecesse, como muito provavelmente poderia acontecer”.

“Qualquer realização que façamos, por muito singela que seja, incorreria sempre num desrespeito daquilo que são as normas que, pelo menos hoje, estão vigentes por parte da Direção-Geral da Saúde”, vincou Vasco Estrela.

“Portanto, não assumiremos essa responsabilidade quase de certeza, com muita pena nossa, porque é um grande evento que o nosso concelho tem. Muitas pessoas da região aqui vêm à recriação da feira à moda antiga, é também uma oportunidade para as associações realizarem algum dinheiro, é a manutenção de uma tradição mas, enfim, há circunstâncias com outro peso que podem impossibilitar isso mesmo”, acrescentou o autarca.

O presidente da autarquia referiu ainda que numa próxima reunião do executivo deve de ser tomada “uma decisão definitiva mas, ao dia de hoje, seria esta a melhor solução”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here