Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Município integra 2ª Campanha solidária em prol das crianças de Cabo Verde

O município de Mação volta a unir-se ao maçaense Ricardo Murteira numa missão voluntária e solidária. Este ano o voluntário vai voltar a participar na Missão Solidária entre 12 e 20 de julho e o apelo volta a ser a de que todos apoiem o projeto e participem na Campanha de Recolha de Donativos da Associação Ser+Dar+ – Projeto VIVE Cabo Verde.

- Publicidade -

A campanha pontua-se por duas ações: um Jantar Solidário de angariação de donativos que decorreu no dia 20 de maio no Pavilhão de Festas da Associação de Chão de Codes, sendo que a outra parte da campanha traduz-se numa recolha de bens para o Ricardo e a Missão levarem para as crianças de São Vicente, Santo Antão, Santiago e Boavista em Cabo Verde.

Os bens necessários são material escolar, livros, produtos de higiene, produtos de cuidados para bebés, material sensorial e produtos farmacêuticos e de enfermagem (todos indicados no cartaz abaixo).

- Publicidade -

Os pontos de entrega fixos são as Piscinas Cobertas e o Posto de Turismo de Mação sendo que os interessados podem contactar e entregar diretamente ao Ricardo. A Campanha decorrerá durante todo o ano pois a Associação Ser+Dar+ que o Ricardo Murteira vai fazer várias missões a Cabo Verde, ao longo do ano.

Ricardo Murteira já havia participado , em 2016, numa missão voluntária da Associação Ser+Dar+ – Projeto VIVE Cabo Verde. Na altura Mação uniu-se e apoiou a missão do Ricardo que levou roupa e muitos produtos necessários para crianças em Cabo Verde.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome