PUB

Mação | Município implementa oficina social para pequenas reparações ao domicílio

O Município de Mação implementou o projeto Oficina Domiciliária Social, um serviço de pequenas reparações a executar no domicilio dos munícipes recenseados no concelho de Mação, que se encontrem em situação de carência económica e/ou social. A mão-de-obra é gratuita e cada agregado poderá efetuar três pedidos de reparações anuais, salvo exceções devidamente comprovadas. Os interessados devem proceder ao pedido de apoio por requerimento junto do Serviço de Ação Social do Município de Mação.

PUB

Em nota de imprensa, a autarquia refere que esta oficina surgiu da “constatação de que existem situações de dificuldade de origem funcional que afetam a qualidade de vida das famílias, designadamente problemas relacionados com substituições ou reparações, nomeadamente nas áreas de carpintaria/serralharia, eletricidade, água/saneamento”.

Assim, a Oficina Domiciliária Social prestará este serviço aos munícipes numa das seguintes situações: tenham mais de 65 anos de idade; deficiência, devidamente comprovada; doença prolongada; terem rendimento mensal per capita do agregado familiar igual ou inferior ao valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS), fixado para o ano civil a que se reporta o pedido; outros, com o pedido e processo a serem analisados pelo Serviço de Ação Social.

PUB

Entre as pequenas reparações aplicáveis a este projeto incluem-se substituição de vidros partidos; reparação/substituição de torneiras; reparação/substituição de autoclismos; reparação/substituição de estores e persianas; reparação/substituição de tomadas de eletricidade, casquilhos, lâmpadas e interruptores; deslocação de móveis e objetos pesados dentro do domicílio e fixação de objetos às paredes e teto; outras pequenas reparações (sujeitas a avaliação).

Os serviços da Oficina Social Domiciliária “preveem a mão-de-obra gratuita em todos os trabalhos prestados, bem como o serviço prestado por pessoal técnico qualificado do Município de Mação e/ou voluntários inscritos no Banco Local de Voluntariado de Mação”, sendo que serão da responsabilidade dos interessados os materiais para a concretização das reparações.

PUB

O Município indica ainda que “cada agregado familiar poderá recorrer ao serviço da Oficina Domiciliária até ao limite de 3 vezes por ano, salvo situações concretas a serem avaliadas pelo Serviço de Ação Social da Câmara Municipal de Mação”. O pedido para reparação deverá ser efetuado por requerimento próprio no Serviço de Ação Social (Rua 5 de Outubro, nº 25 – (Antiga Escola Secundária), Mação / Telefone: 241571541 – 927989019 / email: sas@cm-macao.pt)

Este novo projeto surge, segundo a autarquia, “no seguimento de uma política social responsável”, referindo a CM Mação que “tem tido a preocupação de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos seus munícipes, particularmente os públicos sociais mais vulneráveis como é o caso dos idosos, das pessoas com necessidades especiais sem ou com poucos meios de subsistência”, pode ler-se na nota de imprensa.

É neste prisma que surge a Oficina Domiciliária Social, um projeto que “dá continuidade, e reforça, as várias políticas sociais já implementadas pelo Município de Mação, como os Incentivos à Natalidade e o apoio às famílias, o Balcão da Família, a Loja Solidária de Mação/Banco de Ajudas Técnicas” e outros, termina.

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).