Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação: Mário Tropa expõe “Fragmentos de um discurso interior”

A Galeria de Arte da Biblioteca Municipal de Mação está a acolher desde o pretérito fim de semana uma exposição de pintura que marca os 50 anos de carreira de Mário Tropa. É uma mostra plena de afetos, destacou o artista, com ligações a Mação através do lugar de Castelo.

- Publicidade -

Intitulada “Fragmentos de um discurso interior”, a exposição apresenta uma mostra do trabalho do artista ao longo das últimas 5 décadas, tendo o artista explicado que no dia 1 de junho se assinalaram precisamente 50 anos da primeira vez que expôs publicamente um trabalho seu, numa mostra de Jovens Poetas e Pintores em 1966 sendo que essa peça está à entrada da Exposição.

Alguns trabalhos são anteriores a essa data sendo que as suas primeiras obras datam de 1962.

- Publicidade -

TROPA1

Presente na cerimónia de inauguração, o presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela agradeceu a Mário Tropa “ser a primeira vez que esta exposição, tão completa, é exposta e tê-lo feito em Mação é motivo de muito orgulho para todos nós”.

Agradeceu igualmente ao artista “ser tão ativo em prol da cultura da nossa terra. À semelhança de outras pessoas o Mário Tropa promove várias atividades, onde tenho que destacar o projeto “À Conversa Com” e faz-nos perceber que Mação está no bom caminho. Este querer bem à nossa terra é de realçar e tenho que o afirmar e agradecer”, destacou.

TROPA3Mário Tropa nasceu em Lisboa em 1941. É licenciado em Artes Plásticas – Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa tendo sido Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian nos anos 1965 a 1967. Foi Professor de Desenho em Santarém de 1967 a 1990 e, depois, Professor de Pintura e de Gravura, do Curso de Artes Plásticas da Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha, do Instituto Politécnico de Leiria de 1990 a 2003. Realizou e participou em exposições individuais e coletivas desde 1966. Está representado em coleções públicas e privadas no país e no estrangeiro. Vive e trabalha em Santarém e Castelo (Mação).

TROPA2
A Exposição está agora patente até final de julho e pode ser visita nos dias úteis das 9:00 às 17:30 e aos sábados das 14:30 às 18:00.

Após a inauguração teve lugar, às 18h00, um Concerto comemorativo dos 50 anos de carreira de Mário Tropa com o grupo Vórtice Project, um grupo musical do Conservatório de Música de Santarém, em espetáculo que decorrer no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here