Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Lurdes Vicente, de Queixoperra, lança livro de memórias

Lurdes Vicente, 61 anos, funcionária da Biblioteca Municipal de Mação e natural de Queixoperra, registou em livro as memórias, histórias, saberes e tradições que aprendeu com os seus antepassados, como forma de perpetuar junto das gerações mais jovens e vindouras todo este legado, para que não se perca. A obra “A casa da minha Avó – Histórias de ontem, contadas hoje para que vivam amanhã” vai ser apresentada no dia 1 de agosto, domingo, pelas 10h00, no Centro Recreativo e Cultural de Queixoperra.

- Publicidade -

O livro parte da casa da avó materna de Lurdes para a descoberta do seu mundo de criança, a sua terra – Queixoperra.

A autora diz que “este livro é um registo de memórias e experiências que durante vários anos guardei. Sempre gostei de conversar com as pessoas mais antigas e de ouvir as suas histórias. Durante alguns anos organizei exposições na minha aldeia com o objetivo recordar o passado, os hábitos, costumes, tradições, profissões e tantas outras coisas”, reconhecendo que “as tradições são a nossa melhor herança. Têm um papel primordial ao nível da proteção e valorização da nossa memória e como forma de garantir às futuras gerações, principalmente às minhas netas, o conhecimento do passado da aldeia onde a sua avó materna nasceu, todas as suas raízes e histórias”, afirma, em nota de imprensa.

- Publicidade -

“Esta foi a herança que recebi dos meus antepassados. São histórias que vão passando de geração em geração e que me foram contadas por avós, tios, vizinhos e principalmente pelos mais idosos. Neste livro podemos recordar várias estórias e outras tantas memórias. Mas são as minhas memórias… é assim que me recordo delas”, acrescenta.

O livro conta com prefácio do presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela. Já o lucro da venda do livro reverte para o Centro Recreativo e Cultural de Queixoperra, sendo a autora uma apaixonada pelo associativismo e nutrindo grande estima pela associação local.

O livro feito de “100 páginas de amor à Queixoperra pela mão de uma das filhas da terra” e cuja publicação conta com apoio do Município de Mação e da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira, incide sobre a memória que Lurdes tem preservado sobre as histórias que os antigos lhe contaram desde criança, contendo lendas, uma apresentação de profissões antigas por quem as protagonizou, receitas, tradições locais, e falando ainda das idas à escola, da agricultura, da importância dos pinheiros, das fontes, dos hábitos, bem como de curiosidades, a história da toponímia da terra e sobre a associação.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome