Mação integra Rede da Unesco de Cidades da Aprendizagem

O concelho de Mação foi integrado na Rede da Unesco de Cidades da Aprendizagem, anunciou aquele município do Médio Tejo, em resultado de uma candidatura apresentada no âmbito de um plano integrado de formação ao longo da vida.

PUB

A decisão destaca “a visão, planeamento e implementação do conceito de aprendizagem ao longo da vida” em Mação, que assim se torna “o primeiro município em Portugal Continental e na Península Ibérica a obter este reconhecimento por parte do Instituto de Aprendizagem ao Longo da Vida da Unesco”, destacou à agência Lusa o presidente da autarquia.

Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação, disse que o município apresentou à UNESCO um “plano integrado de formação ao longo da vida assente em três pilares fundamentais”, tendo referido “o ensino pré-universitário, com os programas do Agrupamento de Escolas de Mação”, e o ensino superior, com cursos de Mestrado Erasmus Mundus, programas de gestão cultural do território (Apheleia), numa parceria estratégica com o Instituto Politécnico de Tomar”.

PUB

Além disso, continuou, o projeto educativo de Mação “assenta na aprendizagem permanente de toda a população, envolvendo os outros pilares, como a Biblioteca Municipal e a Universidade Sénior, que abarcam as dimensões do aprender e do cuidar, em torno da qualidade de vida global”.

Para o autarca, a integração de Mação nesta rede da Unesco é “motivo de orgulho para as suas gentes e é um reconhecimento do trabalho que aqui é desenvolvido, constituindo-se como um fator que pode ajudar a promover e a solidificar a educação em Mação, nos vários níveis de ensino”.

PUB

A Rede UNESCO de Cidades da Aprendizagem visa promover o diálogo e a aprendizagem partilhada entre as cidades que a integram, estabelecendo laços e parcerias e aumentando as competências e os instrumentos disponíveis, na perspetiva do Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e, em especial, da educação de qualidade inclusiva e com equidade, da promoção de oportunidades de aprendizagem para todos, e da transformação dos espaços urbanos em locais “humanos, inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.”

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here