Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Julho 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação inaugura exposição de fotografia “Luz, Lugar e Encanto”

A Exposição de fotografia “Luz, Lugar e Encanto” de João Jerónimo estará patente na Galeria do Centro Cultural Elvino Pereira, em Mação, a partir de sábado, dia 8, e até 31 de outubro. A inauguração desta mostra de fotografia vai decorrer às 15:30.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, a autarquia refere que esta exposição “nasceu da necessidade de retratar as pontes explicadas no livro “Memórias das Pontes”, da autora Teresa Aparício, o que resultou numa imensa recolha de imagens das pontes e dos seus contextos”.

A exposição pretende mostrar algumas das pontes presentes na publicação e alguns apontamentos e pontos de vista não incluídos na publicação.

- Publicidade -

João Jerónimo reside em Abrantes desde os 5 anos de idade. É licenciado em Gestão do Território – Ramo de Planeamento e iniciou a sua atividade Fotográfica em 2000.

O interesse pela fotografia, no entanto, começou na infância, quando morou com os avós numa aldeia perto de Belver – Gavião, onde os passeios e as atividades ao ar livre favoreciam a observação e a contemplação, tendo a imagem, desde cedo, como um elemento de grande interesse.

Mas foi apenas mais tarde já em 2000 que decide adquirir uma máquina fotográfica inteiramente manual, quando a era digital está a ganhar força. Não sabia nada do aspeto técnico da fotografia mas tinha a vontade de fazer o que fosse necessário para aprender.

Depois de alguma formação na área de imagem, em fotografia a preto e Branco e em edição em vídeo, e oito anos mais tarde recomeça para a fotografia adquirindo uma máquina digital.

A atividade vai ganhando intensidade a partir de 2009 e surge a oportunidade de acompanhar as atividades culturais locais. Participa em duas exposições coletivas na galeria Municipal de Abrantes em 2009 e 2016.

Em 2014 vê o seu trabalho publicado em duas edições locais: “Memórias das Pontes” de Teresa Aparício, neste caso numa ótica mais ilustrativa; e “Barragem de Castelo do Bode” acompanhando o texto de Diana Tomás sobre memória do pré e pós construção da barragem, onde se privilegiou o retrato das testemunhas desses tempos e a paisagem relacionada com a barragem e a albufeira no presente. Continua em atividade compulsiva, havendo a possibilidade de, no futuro, editar outros trabalhos fotográficos.

A Exposição pode ser visitada no horário da Biblioteca, nos dias úteis entre as 9h00 e as 17h30 e ao sábado entre as 14h30 e as 18h00.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here