Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação Futebol Clube renasce duas décadas depois com futsal, voleibol e karaté

Começou por ser um clube criado com intuito de permitir a prática de futebol de salão, na década de 90, e depois cessou atividade. Agora o Mação Futebol Clube renasce e o objetivo é trazer novas e diferentes modalidades de interior ao pavilhão municipal, abrangendo diferentes escalões. Para já, avança a equipa de futsal, que já se estreou no I Torneio Verde Horizonte, e cujo arranque de época no campeonato acontece este sábado, dia 2 de outubro.

- Publicidade -

“Chegámos a participar na 2ª Divisão Nacional do extinto Futebol de salão”, explica Luís Bento, presidente da direção do clube e um dos seus fundadores.

Envolvidos neste projeto de reativação estão membros do grupo inicial da fundação, no qual se inclui Luís Bento, Paulo Renato, e Nuno Silva (o responsável pelo nome do clube aquando a sua criação). Na direção surge ainda Luís Silva e José Ferreira, e outros tantos que se vão voluntariando para apoiar no crescimento deste projeto recente, que começou a dar passos no início do verão com anúncio da ‘contratação’ de jogadores.

- Publicidade -

Como o Grupo Desportivo de Carvoeiro, clube que tinha equipas de futsal masculino e feminino ativas, optou por se dedicar ao futebol de 11 e regressar ao Inatel, os antigos dirigentes decidiram relançar o Mação Futebol Clube, mantendo muito do grupo de trabalho que já existia nestas equipas.

Assim, e sendo que o clube esteve no ativo até 2000/2001, tendo sido criado a 13 de maio de 1996, surge agora uma nova direção com vontade de manter esta modalidade no concelho.

“Já tínhamos falado em reativar o clube. Surgiu a oportunidade, temos a equipa na prática, agarrando nos miúdos que já praticavam futsal no Carvoeiro”, diz Luís Bento ao nosso jornal. Porém, nem só de futsal se faz o Mação FC. Outras secções estão previstas e em vias de serem criadas para trazer novas modalidades, nomeadamente o voleibol e o karaté.

“Havia aqui um défice de modalidades de pavilhão, e queremos ativar isto. Na secção de karaté faltam-nos dez praticantes e vamos divulgar para tentar arrancar com mais interessados”, conta.

Numa primeira fase, são estas as modalidades para fazer renascer o clube maçanico, mas não descartam a hipótese de criar outras secções, nomeadamente que valorizem a prática desportiva individual e de modalidades de interior. “Nomeadamente modalidades onde vemos que não há espaço para avançarem, caso do badminton”, contextualiza.

A equipa de futsal masculino já conta com 15 jogadores, e foi lançado o primeiro evento do clube, o Troféu Verde Horizonte, cujo balanço é muito positivo. No jogo do passado sábado, dia 25, contra a Casa do Benfica de Idanha-a-Nova, o Mação Futebol Clube perdeu 1-7. O clube pretende instituir este troféu como torneio triangular anual, de início de época.

“O primeiro troféu correu bem. Tivemos uma boa assistência, de cerca de 70 pessoas. Mas estamos no início, a pouco e pouco isto vai-se consolidando. O nosso objetivo é enchermos o pavilhão – também não é preciso muito”, admite.

Quanto à ambição da equipa é “tentar ficar nos seis primeiros”, sem haver grande esperança pelo alcance do título, mas sendo encarado como uma possibilidade caso os resultados comecem a augurar algo de bom.

“Ainda não temos a estrutura que achamos ideal para lutar pelo título. O nosso objetivo é voltar a colocar o Mação onde já esteve, tentar ir até à 2ª Divisão Nacional. Temos um plano de 5 anos, queremos atingir os nacionais. Este ano é ver o que vai acontecer, jogo a jogo”, explica Luís Bento.

A equipa é constituída por jogadores que vêm de Castelo Branco, com experiência nos nacionais, um dos casos já jogou no Rio Ave, outros já jogaram na Boa Esperança e outros que jogaram na zona de Odivelas. “São estudantes de ensino superior em Castelo Branco, jogadores com alguma experiência e com alguma tarimba, é diferente”, assume.

Tudo está a correr acima das expectativas, nomeadamente no que toca a patrocínios de empresas, que têm correspondido aos pedidos de apoio.

Também a aposta nas camadas mais jovens está em cima da mesa, nomeadamente no futsal e volei, mas tal está previsto para o próximo ano, quando o clube tiver uma estrutura mais consolidada. “Este ano no voleibol pretendemos fazer treinos e participar em torneios, e para o ano tentar avançar com desporto federado em campeonato nacional”, revela o presidente do clube.

Para já, avança a equipa de futsal masculino para o primeiro jogo oficial do Campeonato Distrital contra o C.D. Os Patos, de Rossio ao Sul do Tejo – Abrantes, no Pavilhão Municipal José Maia Marques, com a partida marcada para as 18h00 deste sábado, em jogo que o mediotejo.net vai acompanhar.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome