Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Fundação Bissaya Barreto e Gulbenkian dinamizam projeto para crianças

Está a decorrer, em Mação, uma atividade para as crianças até aos 4 anos que não frequentam respostas formais – creches ou jardins-de-infância. Trata-se do Projeto “Aprender, Brincar, Crescer” direcionado para os territórios afetados pelos incêndios de 2017.

- Publicidade -

O projeto é uma iniciativa da Fundação Bissaya Barreto (FBB) e da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), em cooperação com o Município de Mação que divulgou o projeto e inscrições junto das famílias com crianças que não frequentam a creche.

A atividade tem lugar todas as semanas, à terça-feira, na Ludoteca, entre as 10h00 e as 12h00, até 31 de outubro 2018.

- Publicidade -

Segundo comunicado da Câmara de Mação, “o grande objetivo é promover a aprendizagem da criança através do brincar e do contacto com outras crianças e adultos, sendo que os pais e/ou cuidadores também participam”.

As sessões são dinamizadas por uma educadora de infância e são gratuitas.

“Este projeto apareceu na sequência dos incêndios de 2017 e procura reduzir a depressão e stress nas famílias, para uma maior qualidade de interação cuidador-criança, e para a melhoria da confiança e autoestima de cuidadores e crianças, numa região onde, para além da situação de grande isolamento em que vivem estas famílias, se somam agora os impactos dos incêndios, com toda a sua carga de destruição, de perda e de trauma”, lê-se no documento.

A Fundação Bissaya Barreto disponibiliza um técnico e os materiais para a atividade. As famílias que foram contactadas e que não aderiram ao projeto ainda o podem fazer através do Serviço de Ação Social e do telefone 241571541 ou email: sas@cm-macao.pt para efetuar a respetiva inscrição.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome