Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Fátima Lopes e a missão de nos fazer abraçar uma vida mais saudável (c/ vídeo)

Mação foi “a anfitriã perfeita” para o Encontro de Saúde e Bem-Estar que decorreu este sábado, dia 23 de outubro, no auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, na vila. Quem o diz é Fátima Lopes, apresentadora e autora bem conhecida do público português, que celebrou o 5º aniversário do seu projeto Simply Flow por terras maçanicas, naquele que foi o primeiro evento presencial da plataforma online. Vieram centenas de participantes, de norte a sul e das ilhas, para um dia cheio, com cinco palestras e prática chi-kung pelo meio. A comunicadora – como gosta de se definir – quer lembrar a todos a importância e a responsabilidade de cuidar da saúde e de agir em prevenção, quer interna, quer fisicamente. A vila foi agitada pelas “boas energias” deste evento e reforça a intenção de assumir-se como centro de saúde e bem-estar no interior de Portugal.

- Publicidade -

- Publicidade -

Amanheceu com temperaturas bem frescas, a lembrar que até chegarem as réstias do sol de verão que apareceram pela tarde os agasalhos tinham de estar vestidos.

A iniciativa começou no renovado Largo dos Combatentes, com uma aula de chi-kung, preparando para o que se avizinhava.

- Publicidade -

No rosto dos grupos que ali chegavam vislumbrava-se entusiasmo e expetativas em alta para este evento diferente.

Fátima Lopes ali estava, recebendo todos, cumprimentando, dando as boas-vindas. Deu o exemplo, e fez a aula na fila da frente, junto ao amigo Vasco Baião e restante família da Zen Family/Casa dos Sonhos, parceiros na organização desta iniciativa.

Aula de Chi-Kung, em Mação Foto: mediotejo.net

Um evento que descentralizou a voz de especialistas de renome e os trouxe até ao interior do país, corporizando a mensagem e fazendo-a ouvir pelas 213 pessoas, homens e mulheres, sentados naquele auditório.

Atentos, de cadernos no colo, tirando notas, participando quando assim era pedido – ou não – havia ali uma conexão interessante, divertida, de partilha e entrega.

Seis especialistas escrevem na plataforma Simply Flow, fundada por Fátima Lopes com intuito de dar informação credível e de fácil acesso e entendimento a quem procura respostas sobre a saúde e bem-estar.

Alguns deles ali estiveram, partilhando o seu saber e as suas ideias. Outros, em temas mais intimistas, fizeram palestras com comunicações que voaram do coração.

Caso de Fátima de Lopes, que foi quem encerrou o evento com “Abraça o medo e voa”, título do seu último livro.

Fátima Lopes, em Mação Foto: mediotejo.net

ÁUDIO | Palestra de Fátima Lopes, “Abraça o Medo e Voa”, no encerramento do encontro em Mação

Falou da sua vida pessoal, de como se tem desafiado, e dos últimos dois anos enquanto apresentadora de televisão, antes de decidir sair da TVI. Fez uma pausa, entregando-se a novos projetos, pessoais e profissionais, e admitiu nunca ter trabalhado tanto como nos últimos tempos. Quanto à televisão, que adora fazer, diz que um dia voltará.

Veio a Mação dar uma lição de vida, mas também incentivar a que outros tenham a coragem e fé necessárias para seguir em frente, mudar de página, escrever um novo capítulo da sua vida.

Para Fátima Lopes, o medo pode ser um bom prenúncio, sinal de que se está a tentar, de que está prestes a acontecer mudança, e isso significa que se age em causa para uma consequência – a busca pelo bem-estar, felicidade e realização.

“Cuidem-se”, é este o mantra de Fátima Lopes, pedindo que não se descure a atenção à saúde, física, psicológica, emocional e mental e a do planeta.

Reconhece que este foi um tempo de aprendizagem e de crescimento para todos os envolvidos, palestrantes, organizadores e participantes, e ao nosso jornal frisa que a responsabilidade com a saúde deveria existir sempre. “Não deveria ser preciso uma pandemia para termos consciência de que temos que ter uma atitude responsável com a nossa saúde.”

Com Daniela Ricardo e Luís Baião, residentes em Casas da Ribeira e fundadores da Zen Family, os responsáveis pela vinda de Fátima Lopes para Mação, concelho com o qual estabeleceu uma relação especial. Foto: MagicWand

“O que o Simply Flow faz é exatamente passar informações às pessoas para que elas possam ser mais responsáveis com a sua saúde e possam cuidar-se mais. Então, eu vir até junto das pessoas e trazer os especialistas é tornar real, presente, esta que deve ser uma atitude de todos. Cuidar de si e cuidar de quem está à nossa volta”, defende.

O ambiente foi sendo de interação, de muitas gargalhadas e envolvimento, também pela qualidade das comunicações proferidas e interesse demonstrado pelos presentes.

Comunicações que falaram de relacionamentos felizes, como foi a de Cláudia Morais, com abordagem aos diversos perfis num relacionamento e algumas dicas de como entender relações amorosas e afetivas e a palavra-chave de autoregulação. Tempo também para abordar a sexualidade.

Por outro lado, Daniela Ricardo, antes do almoço, a aguçar o apetite mas também a alertar consciências para a necessidade de pesar e pensar o que se coloca no prato, referiu que devem consumir-se mais alimentos vivos e menos alimentos processados. Foram dadas dicas para uma alimentação saudável, consciente e natural e ainda para o reforço da imunidade, consoante os sinais que o corpo vai dando e que devemos escutar com atenção.

Rosa Basto falou sobre a ansiedade e o seu círculo vicioso, ajudando a compreender para melhor agir perante este problema que afeta cada vez mais portugueses e que se terá acentuado com a pandemia.

A psicóloga alertou para a necessidade de “fazer STOP” e, mais uma vez, estar atento aos sinais do organismo.

A apresentadora Mónica Jardim veio apoiar Fátima Lopes na primeira fila. Foto: mediotejo.net

Eunice Maia, do projeto Maria Granel, trouxe conselhos para uma vida saudável e sustentável com desperdício zero, onde a redução, o planeamento, a reutilização e o consumo consciente estiveram na ordem do dia.

Deu dicas para evitar o desperdício de alimentos e demonstrou diversas formas de acomodação e conservação, além de incentivar a compostagem, o plantar e replantar e a regeneração de produtos.

A penúltima palestra foi motivacional, e um autêntico momento de workshop em misto de exercício de team building, com Sofia Castro Fernandes, autora de “às 9 no meu blogue”.

Além de exercícios para aprender a descomplicar – o seu verbo favorito – a coach também centrou a sua comunicação no verbo “acreditar”.

E tanto se acreditou naquele auditório que inclusivamente, ali, centenas de pessoas fizeram a festa de passagem de ano, ao sabor do ritmo brasileiro de Ivete Sangalo. Poeiraaaa… poeiiiraaaaa… Poeiraaa. Levantou poeira. E lá foram dançando, e dançando, efetivamente.

Numa festa de aniversário, não poderia faltar animação, e o evento foi fechado com toda a gente a tirar o pé do chão, fazendo o aquecimento para cantar os parabéns ao Simply Flow, emocionando Fátima Lopes, que reservou o palco para múltiplos agradecimentos aos parceiros da iniciativa. Um abraço coletivo fechou o evento, selando a sensação de missão cumprida.

Um abraço final da equipa, em palco. Foto: mediotejo.net

Os sorrisos de orelha a orelha, os abraços sentidos, os olhos a brilharem de comoção, foram indicadores de que o dia correra bem.

Mais iniciativas como esta poderão repetir-se e certo é que Mação ganhou lugar cativo no coração de Fátima Lopes e ficará na memória de muita gente, de norte a sul de Portugal. A vila ganhou também neste dia uma energia renovada, com as ruas a encherem-se de gente e boas vibrações. Fazem falta a todos mais “abraços” assim.

FOTOGALERIA

NOTÍCIA RELACIONADA

Mação | A “Casa dos Sonhos” onde se descobre o caminho para o equilíbrio e serenidade

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome