Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação: Estafeta e caminhada noturna solidária Ares do Pinhal

A Associação Ares do Pinhal está a organizar a primeira “Corrida Ares do Pinhal – Prof. José Maia Marques”, uma estafeta noturna que se realiza a 21 de maio, em Mação, e as inscrições estão a decorrer até ao próximo dia 15 de maio.

- Publicidade -

Esta prova, de caráter solidário, realiza-se no âmbito dos 30 anos de existência da Associação Ares do Pinhal, Instituição Particular de Solidariedade Social, sendo que parte dos valores das inscrições serão doados aos Bombeiros Voluntários de Mação, para os residentes da Ares do Pinhal e para Os Magalhães.

Para além da estafeta noturna, haverá também um passeio pedestre na Vila de Mação, que não estava inicialmente previsto, mas que se destina a quem não se identifica com a corrida. Segundo refere a organização, será um passeio simples, com mais ou menos 5 kms, com grau de dificuldade baixo/médio, pelo que será aconselhado para famílias.

- Publicidade -

De acordo com o Regulamento da Prova, as inscrições deverão ser efetuadas e confirmadas impreterivelmente até às 00h00 do dia 15 de Maio de 2016. As inscrições feitas a partir do dia 15 de Maio de 2016, passam a ter um valor de 70 euros por equipa.

Para inscrição no Passeio basta enviar um email para desporto@aresdopinhal.pt .

Cada participante paga 5 euros, sendo que o procedimento é o mesmo da estafeta, ou seja, 1 euro será doado aos Bombeiros Voluntários de Mação, 1 euro para o fundo dos residentes de Ares do Pinhal e 1 euros para os Magalhães.

Os 5 euros já englobam o pagamento do beberete que terá lugar no final. Quem não se inscrever na estafeta nem na caminhada também pode participar no beberete, mas terá que pagar um valor a definir.
Mais informações no FB Ares do Pinhal: https://www.facebook.com/ares.pinhal?fref=ts
ou em: www.aresdopinhal.pt

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome