Mação | ‘Escola Aberta’ inicia com exposição fotográfica e mostra de talento gourmet dos alunos

'Escola Aberta 2019' na Escola Verde Horizonte em Mação. Exposição 'Ancorados na Memória' e uma janela com a vila em fotografia de fundo. Créditos: mediotejo.net

À semelhança de anos anteriores, e durante três dias, a Escola EB 2,3/S de Mação abre à comunidade. Desta feita com uma exposição, que inclui uma retrospetiva fotográfica, oferecendo um jantar experimental, no dia de abertura, preparado pelos alunos das turmas de Cozinha e Pastelaria e servido às famílias e convidados no Restaurante Pedagógico.

PUB

Inclui ainda outras atividades que decorrem ao longo destes dias como palestras e até uma demonstração de experiências científicas realizadas pelos alunos, que serão apresentadas no encerramento da iniciativa no Centro Cultural Elvino Pereira.

O primeiro dia da iniciativa ‘Escola Aberta’ terminou com um jantar gourmet de carácter experimental, servido pelos alunos do Curso de Cozinha e Pastelaria, e onde o talento não faltou quer pelos pratos apresentados quer pelos apontamentos musicais que os acompanharam, com cânticos bem portugueses pela voz de Paulo Rito, nomeadamente a sobejamente conhecida ‘Pedra Filosofal’, talvez por ser música base de um filme visível na exposição ‘Ancorados na Memória’, também ela inaugurada na quarta-feira, 3 de abril, na Escola Secundária de Mação.

PUB
‘Escola Aberta 2019’ na Escola Verde Horizonte em Mação. Exposição ‘Ancorados na Memória’. Créditos: mediotejo.net

Durante três dias “a Escola pretende mostrar à comunidade aquilo que vai fazendo”, explica ao mediotejo.net o diretor do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, José António Almeida. Até sexta-feira são várias as atividades de “índole cultural, desportiva, recreativa ou pedagógica” ao dispor do visitante.

Por exemplo: “Visitar os laboratórios. Têm um conjunto de experiências científicas das mais simples às mais complexas, têm a possibilidade de assistir a um conjunto de palestras com temas variados desde a vespa asiática até à construção de projetos de turismo, jogos tradicionais e um conjunto de atividades muito interessantes”, convida o responsável.

PUB
‘Escola Aberta 2019’ na Escola Verde Horizonte em Mação. Exposição ‘Ancorados na Memória’. Créditos: mediotejo.net

José António Almeida salienta que trazer a comunidade à escola é o objetivo da iniciativa ‘Escola Aberta’. Para a exposição ‘Ancorados na Memória’, ontem inaugurada, “fomos recuperar registos fotográficos mais antigos, tentámos incluir uma equipa diversificada mas que simultaneamente mostrasse todo esse acervo que tínhamos em termos históricos, com um toque estético interessante”, observou, falando do registo do cadastro fotográfico dos alunos desde 1976.

“Tivemos a sorte de conseguir manter as fotografias com muitíssima qualidade, quase como quando foram tiradas. E depois temos uma retrospetiva das atividades que fomos tendo ao longo dos últimos 10 anos”, explicou.

Sobre o repasto, no ex-libris da escola, o Restaurante Pedagógico surpreende com ementas originais e apelativas, no sabor e na apresentação. José António Almeida diz não gostar de individualizar mas assegura que o sucesso do Restaurante “deve-se essencialmente à qualidade da formação que temos. Muito pelos formadores mas também à conjuntura e dinâmica criadas. Toda a gente se envolve para que as coisas tenham sucesso e isso é importante”, destacou.

Por exemplo, “o professor de inglês disponibiliza-se para dar a aula em ambiente de formação de cozinha e isso muda tudo. Depois é a boa disposição e a disponibilidade. E também interessante é não termos formação de serviço de Mesa e Bar, são alunos de Cozinha mas servem à mesa com à vontade”, nota, registando que a modalidade de Mesa e Bar não tem suscitado interesse por parte dos alunos, todavia é dada formação genérica nesse âmbito, dando polivalência aos formandos.

‘Escola Aberta 2019’ na Escola Verde Horizonte em Mação. Exposição ‘Ancorados na Memória’. O presidente da Câmara, Vasco Estrela e o vereador António Louro. Créditos: mediotejo.net

E na noite de quarta-feira, dia 3, os alunos do curso de Restauração e Hotelaria, nas áreas de Cozinha e Pastelaria, deram cartas no espaço do Restaurante Pedagógico, num estilo intimista com uma ementa gourmet que enchia os olhos dos convidados, numa experiência sensorial de texturas e sabores.

Os pratos a degustar valorizaram os produtos endógenos e típicos do concelho de Mação, onde o requinte não faltou. Desde as entradas que apresentaram eclair de queijo de cabra com azeitona, arepa de frango de caril, ou folhado de enchidos de Mação com suspiro de presunto. Esta última iguaria uma PAP (Prova de Aptidão Profissional) do aluno Fábio Lourenço ainda em experimentação, explicou a chefe Bárbara Vieira, afinal trata-se de um restaurante experimental onde também trabalham como formadores os chefes Tiago Ramos e Raquel Rosa.

Pela degustação passou ainda um sorvete de frutos vermelhos com espumante, como prato principal plumas com esmagada de batata em alheira e alho francês recheado com legumes e frutos secos. À medida que os convidados terminavam uma nova experiência gastronómica, Paulo Rito pegava na viola para tocar e entoar cânticos do reportório da música tradicional portuguesa. Para sobremesa Catarina Batista apresentou a sua PAP: papos de anjo em calda de Chave Dourada (vinho licoroso de Mação) e gelado de espumante.

‘Escola Aberta 2019’ na Escola Verde Horizonte em Mação. Durante o jantar preparado pelos alunos de Cozinha no Restaurante Pedagógico. Créditos: mediotejo.net

Na Escola Secundária Verde Horizonte são cinco as turmas de Cozinha e Pastelaria, “o curso que recebe mais alunos. Temos alunos de cinco concelhos”, dá conta o diretor, dizendo que a Escola tem estudantes felizes “e isso é sinal que estamos no caminho certo”.

E no âmbito da experiência pedagógica, o ritual dos alunos, envolvidos na confeção do jantar, virem à sala no final, não foi quebrado “porque os chefes acham que faz parte da formação o contacto visual com quem teve a possibilidade de apreciar o seu trabalho”, explica José António Almeida.

‘Escola Aberta 2019’ na Escola Verde Horizonte em Mação. Durante o jantar preparado pelos alunos de Cozinha no Restaurante Pedagógico. Os alunos que serviram às meses, três deles frequentam o 12º ano, dois o 11º ano e um aluno de CEV. Créditos: mediotejo.net

Do lado da Câmara Municipal, o presidente Vasco Estrela agradeceu “em nome do concelho de Mação” pelo curso de Cozinha e Pastelaria que “há pouco tempo deu provas da sua valia na demonstração feita na Bolsa de Turismo de Lisboa […] proporcionando a quem visitou o stand do Turismo do Centro um conjunto de iguarias com produtos do concelho de Mação que foi extraordinariamente apreciado e que a todos nos orgulhou”, disse, considerando “um bom exemplo” e deixando palavras de estimulo e elogio pelo aproveitamento dos produtos endógenos aos quais “acrescentaram valor”.

Segundo José António Almeida, a ‘Escola Aberta’ encerra com chave de ouro. “Vamos ter cinco apresentações científicas por alunos do Agrupamento no auditório do Centro Cultural Elvino Pereira para a comunidade. Queremos que se preparem para o ensino superior”, acrescentou, garantindo que vão ser apresentações “surpreendentes” pela qualidade e pelos temas.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here