Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Envendos vai ter área de lazer com piscina

Representa um investimento de 130 mil euros e é uma obra da total responsabilidade da Junta de freguesia de Envendos. Após aprovação por maioria em reunião de câmara do protocolo/acordo de execução a celebrar com a autarquia, o mesmo foi aprovado também por maioria na última sessão de Assembleia Municipal, com 8 votos contra do PS que lançou a deixa de se tratar de certo aproveitamento político dado o “timing eleitoral”. Vasco Estrela, autarca maçaense, frisou que o que está a ser feito “não é nada que não tenha já sido feito noutras freguesias nos últimos 3 anos”, reconhecendo desde logo questões “controversas” que possam advir desta “contribuição que a Câmara pretende dar à freguesia de Envendos para ser possível a criação de uma piscina e zona de lazer na localidade”.

- Publicidade -

“Trazemos este protocolo pela sua envergadura em termos de investimento da CM, de 90 mil euros, que está consubstanciado na lei a possibilidade de ser feito”, contextualizou o presidente da Câmara Municipal, prevendo já certas “questões que podem ser controversas relativamente a este assunto”.

Ponto assente é que “o dono da obra é a Junta de Freguesia de Envendos”, afirmando o autarca que “até ao momento o que a CM fez foi ceder equipamentos para abrir os buracos e terraplanagens, e nada mais”, ficando definido que a CMM irá tratar este processo, até aos 90 mil euros, “da mesma forma que tratou outros processos com as outras Juntas de freguesia, contra fatura ou mostrando que as obras estão feitas, a CM disponibilizará a verba”.

- Publicidade -

Fica ainda o compromisso autárquico de ceder apoio em termos do projeto e de preparação do concurso e procedimentos em termos legais.

Daqui não surge, segundo Vasco Estrela, qualquer inovação/novidade, pois é seu entendimento que tudo está a ser feito conforme o que tem sido executado noutras freguesias do concelho. “A Câmara comprovadamente ao longo deste mandato tem feito, sem este formalismo, e tem dado apoios a todas as juntas de freguesia, ou a quase todas”, disse, notando que o que estava em causa era a discussão sobre “se é ou não é pertinente fazer esta obra em Envendos”.

Segundo Vasco Estrela, às acusações que possam surgir referindo que a autarquia “foi a reboque da Junta de Freguesia”, o autarca simplifica, referindo que procede da mesma forma com que contribuiu noutras obras de outras freguesias, caso do Poço de Mourão, freguesia de Amêndoa, do posto médico de Penhascoso, na União de Freguesias, e da Fonte Velha, na Ortiga. Segundo o autarca esta é uma “parceria a funcionar, onde há propostas que são feitas à Câmara e que a Câmara entende que deve ou não deve acompanhar”.

“Há muito tempo que a freguesia de Envendos reclama algo similar com isto, durante muito tempo acalentou-se a esperança e a vontade de fazer algo no Pego da Rainha, é uma verdade, apesar dos terrenos ou grande parte deles não serem propriedade da autarquia, e as coisas até se podem ter complicado”, notou, acrescentando que se trata da “maior freguesia do concelho em termos de área, e entendeu-se que poderia ser uma boa iniciativa para a freguesia e para o concelho de Mação”.

Projeto foi inspirado nas piscinas concorrentes do concelho vizinho

Quanto ao projeto da obra, Vasco Estrela referiu que “foi sugerido que seguíssemos um projeto precisamente igual, que foi feito na freguesia de S. Pedro do Esteval, em Proença-a-Nova, nesse sentido solicitei ao presidente da CM de Proença-a-Nova que nos cedesse o projeto”, assumiu.

No entanto, foi a piscina do Peral, no lugar de Pedra do Altar, que acabou por se entender ser a mais viável. “A primeira ideia-base do projeto era tal e qual a piscina de São Pedro do Esteval, entretanto o engenheiro Louro sugeriu que pudéssemos adotar o projeto da piscina do Peral”.

Para “poupar recursos tentámos ir copiar e pedir emprestado um projeto a outra CM”, notou o autarca.

António Louro, vice-presidente da autarquia, notou que a alteração em termos de projeto-base teve a ver com “profundidade e tipo de piscina. A piscina de São Pedro do Esteval é mais vocacionada para as crianças e a do Peral (Pedra do Altar) é uma piscina mais equilibrada, com espaço para adultos e espaço para crianças”, explicou.

A Piscina de Pedra do Altar, na UF de Proença-a-Nova e Peral, que inspirará o projeto de Envendos, abriu ao público em 2014. Resulta da reconversão da antiga escola primária desta localidade. Fotos: CM Proença-a-Nova

O vice-presidente disse que se percebe a “pressão” sentida pela freguesia de Envendos, uma vez que as duas freguesias do concelho de Proença-a-Nova [São Pedro do Esteval e Peral] “fazem fronteira com os Envendos e têm este tipo de equipamentos”.

Para António Louro esta obra poderá ser útil para o município num ponto essencial, pois no que toca à obra do Pego da Rainha “mais ou mais tarde terá que ser feita, e eu acho que terá a ganhar em termos de qualidade se não for sujeita a uma pressão como aquela que são os utentes que normalmente utilizam este tipo de piscinas”.

O Pego da Rainha é um sítio “muito delicado, com enorme potencial, mas nunca deverá vir a ser um sítio de massas e de grande afluência de gente, sob pena de estragarmos o que ela tem de bom”, retorquiu.

“Esta pode ser uma excelente forma de nos ajudar a fazer do Pego da Rainha o que ele deve ser, sem que tenha de ser sujeito a esta utilização normal que uma piscina com estas caraterísticas terá”, terminou.

Situado num terreno que é pertença do Centro Social, e cedido à Junta de freguesia para que a obra seja levada a efeito, este projeto permite requalificar “um ponto dos Envendos que neste momento tinha uma enorme cratera, pós-industrial, e que estava num ponto estratégico e é uma forma de começar a requalificação daquele espaço, que tem enorme potencial não apenas para os Envendos mas também para o concelho”.

Ainda assim, a bancada do PS não se mostrou convencida. O deputado António Reis (PS) referiu tratar-se de uma obra produzida em “timing eleitoral”, dizendo mesmo não saber “se será efetivamente o melhor timing para fazer uma obra”, sentido que “não será a obra mais adequada” para se fazer na freguesia em causa neste espaço de tempo.

José Fernando Martins (PS), presidente da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira, pediu esclarecimentos, e mostrou concordar que se façam investimentos nas freguesias e não apenas na sede de concelho. Ainda assim, o socialista fez notar que é importante a CM Mação salvaguardar alguns pormenores em termos de distribuição de responsabilidades no que toca à manutenção do espaço. José Fernando Martins questionou, no âmbito do investimento feito, “qual será o papel da CM no futuro com aquele equipamento”, bem como se foi feito “levantamento dos custos que vai ter em termos de funcionamento e quem os irá suportar”.

Cardoso Lopes (PS) disse que a bancada socialista reconhece “que é um investimento que devia ser mais ponderado”. “Parece que estamos naquela febre dos anos 90, em que todos os municípios e freguesias faziam piscinas, bibliotecas, campos de jogos, etc, com as verbas que vinham da Europa”, lembrando, no entanto, que “algumas dessas obras estão hoje ao abandono, porque não existem utentes para elas” devido à tendência de “desertificação grande no concelho de Mação”.

Segundo informação do presidente da JF de Envendos, Joaquim da Silva (PSD), à data da sessão de assembleia, só faltaria a escritura, que estaria para ser assinada em breve.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome