- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
- Publicidade -

Mação | Empate obriga a eleição uninominal para a presidência da Assembleia Municipal (C/Fotos)

José Manuel Saldanha Rocha é de novo o presidente da Assembleia Municipal de Mação. Depois de uma primeira votação a duas listas em que a Lista A (Partido Social Democrata) recolheu 10 votos e a lista B (Partido Socialista) os mesmos 10 votos, o empate obrigou a uma repetição desta feita em forma de eleição uninominal. O social democrata recolheu então 10 votos sendo os restantes 10 votos em branco. Esta terça-feira, 17 de outubro, após a instalação dos órgãos municipais, na primeira sessão da assembleia para o mandato 2017/2021 foram escolhidos ainda para secretários da mesa Vítor Gonçalves como 1º secretário e Manuel Vacas como 2º secretário, ambos do PSD eleitos com 10 votos cada com igual número de votos em branco.

- Publicidade -

“Enganam-se aqueles que tentarem contrariar a vontade expressa dos cidadãos para o o concelho de Mação” afirmou Saldanha Rocha no seu discurso durante a primeira sessão do novo mandato 2017/2021 da Assembleia Municipal após a instalação daquele órgão de Mação, esta terça-feira 17 de outubro.

No mesmo sentido José António Almeida (PSD) agradeceu ao Partido Socialista (PS) ter “sabido ler os resultados” eleitorais, permitindo com o seu voto em branco, e na ausência do eleito do PSD Pedro Manuel Marques Jana, que fosse eleito para presidente da mesa da Assembleia um elemento “do partido mais votado”.

- Publicidade -

O reeleito presidente acredita que “todos os caminhos se projetam e percorrem melhor se o confronto das ideias se pautar pela elevação” sendo aquele órgão o “certo” para legitimar o trabalho realizado pelo Executivo da Câmara Municipal na próxima legislatura que, segundo afirma, “será muito árduo e moroso”.

Após a eleição para a presidência da mesa da Assembleia Municipal, José Saldanha
Rocha começou por felicitar os eleitos e dizer que “o poder autárquico é o que mais se aproxima da realidade das populações, dos cidadãos, das suas necessidades e anseios”, assumindo o seu papel como de “fiel da balança”.

O social democrata frisou a necessidade do poder ser exercido “em prol do sucesso com reflexos na vida de todos” e que os cidadãos esperam da Assembleia Municipal um “órgão atento, fiscalizador onde a discussão e a partilha de ideias se pretende séria” considerando ser um órgão “importantíssimo” para o bem estar, com as decisões aprovadas em sede de Assembleia Municipal.

Também João de Matos Filipe pediu a palavra após a eleição do presidente para discordar da máxima “parabéns aos vencedores, honra aos vencidos”. Refere o socialista em nome da “qualidade de vida dos maçaenses” no concelho “não há vencedores nem vencidos”.

ao tA perspetiva é então de “colaboração e de atitude séria e honesta do trabalho referente” ao concelho de Mação. “Não complicar aquilo que é fácil. Tentar descomplicar aquilo que é difícil”, sustenta, acrescentando que no concelho há “aqueles que receberam um maior número de votos e irão liderar a gestão da coisa pública concelhia” e “aqueloutros que por terem recebido um menor número de votos não estão afastados da responsabilidade de trabalharem no sentido de atingirem os objetivos de engrandecimento do concelho e a melhoria da qualidade de vida dos maçaenses”.

No mandato 2017/2021, a Assembleia Municipal de Mação é constituída por 11 deputados do PSD e 10 deputados do PS.

Assembleia Municipal de Mação é composta por:

José Manuel Saldanha Rocha – PSD
João de Matos Filipe – PS
Duarte Filipe Batista de Matos Marques – PSD
José António dos Santos Almeida – PSD
Carla Isabel Silva Loureiro – PS
Vítor Manuel Machado Gonçalves – PSD
António Cardoso Lopes – PS
José Manuel Serra Ferreira – PSD
António Vicente Alves Reis – PS
Vítor Manuel Rosado Agostinho – PSD
Daniel Marques Lopes Jana – PS
Francisco Manuel Dias Correia – PSD
Manuel Augusto da Silva Vacas – PSD
Célia Maria Mendes Rodrigues – PS
Pedro Manuel Marques Jana – PSD

Para além dos cidadãos eleitos integram também a Assembleia Municipal os cidadãos que encabeçaram as listas mais votadas na eleição para as Assembleias de Freguesia da área do Município de Mação. São eles:

Luís Filipe Aparício Lopes – Junta de Freguesia de Amêndoa – PS
Carlos Alberto Farinha Leitão – Junta de Freguesia de Cardigos – PSD
Nuno Gonçalo da Silva Bragança – Junta de Freguesia de Carvoeiro – PSD
João Luís Matos Pereira – Junta de Freguesia de Envendos – PS
Rui Fernando de Matos Dias – Junta de Freguesia de Ortiga – PS
José Fernando Mendes Martins – União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira – PS

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome