Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Maio 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Combate à vespa asiática continua e município apela à colaboração da comunidade

A Câmara Municipal de Mação, com a coordenação e esforço dos Serviços de Proteção Civil, tem vindo a atuar na prevenção e combate à praga da vespa velutina/asiática, por forma a detetar e destruir ninhos para evitar a sua proliferação que põe em causa questões de segurança e bem-estar da comunidade, bem como a viabilidade da atividade apícola. Apesar de não ter sido detetado nenhum ninho no concelho, durante o primeiro trimestre de 2021, a autarquia já capturou mais de mil vespas fundadoras em cerca de 300 armadilhas que começaram a ser colocadas a 19 de março.

- Publicidade -

Em nota enviada à imprensa, a CM Mação recorda que foi ministrada formação específica para atuar aos Serviços Municipais de Proteção Civil, tendo estes procedido à destruição de 15 ninhos em 2018, 65 em 2019 e 45 em 2020. Em 2021, até março, nenhum ninho foi detetado no concelho.

“Apostando na prevenção, privilegiou-se a captura de vespas potenciais fundadoras de colónias na primavera, tendo sido colocadas 50 armadilhas em 2019, que capturaram 150 vespas asiáticas, e cerca de 600 em 2020, tendo sido recolhidas e destruídas 2750 vespas”, pode ler-se.

- Publicidade -

A Câmara de Mação considera que “este esforço de prevenção e combate tem sido compensador, pois temos evitado a presença e destruição de centenas ou até milhares de ninhos, como tem sucedido em tantos municípios do País. Certamente que, com a coordenação e esforço dos Serviços de Proteção Civil da Câmara Municipal e o empenho e colaboração de todos, reduziremos esta praga, que assumidamente se encontra sob controlo”.

Recorde-se que o primeiro ninho de vespa asiática foi detetado em Mação em setembro de 2018, pelo que a Câmara Municipal de Mação “procedeu de imediato à elaboração de um Plano de Intervenção Municipal, que inclui Plano de Contingência e metodologias de atuação, assim como a divulgação de informação pela população, através de folhetos, cartazes e notícias várias”.

A autarquia assume que este é um “grave problema que já afeta quase toda a Europa e pode por em causa a segurança e bem-estar da população e a viabilidade da fileira apícola”, pelo que tem continuado a sensibilizar e a alertar a população sobre o tema, para evitar problemas de maior e, acima de tudo, prevenir.

Avistei um ninho e desconfio que é de vespa asiática. O que devo fazer?

No caso de avistamento de um ninho de vespa, é aconselhado contactar de imediato a Câmara Municipal, uma das Juntas de Freguesia ou a Melbandos – Cooperativa de Apicultores de Mação.

O contacto direto ou a mera aproximação de um ninho a menos de 5 metros pode desencadear uma resposta de grupo extremamente agressiva, podendo as vespas perseguir a fonte de ameaça durante mais de 500 metros, resultando em consequências fatais.

Fonte: CM Mação

Mais informações em http://www.cm-macao.pt/index.php/pt/83-info-municipal/noticias/1045-vespa-2020

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome