Mação | Cemitério de Penhascoso melhorado e alargado após obra da União de Freguesias

O Cemitério de Penhascoso, na União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira, ganhou maior capacidade com o novo espaço criado pela junta de freguesia, numa obra já há muito ansiada e com um projeto de 1998. No dia 1 de novembro, Dia de Todos os Santos, o novo espaço acolheu uma singela cerimónia de bênção pelo pároco de Mação aberta à comunidade local.

PUB

Esta obra foi da responsabilidade da União de Freguesias e teve a duração de 3 anos, traduzindo-se num investimento total de cerca de 75 mil euros. O projeto foi assinado por Carla Loureiro, membro da União de Freguesias de Mação, Penhascoso e Aboboreira.

Segundo a UFMPA, a ampliação do cemitério vem resolver “um problema que há muito existia naquele cemitério”, que se prendia com falta de espaço e poucos covais já disponíveis para novas sepulturas.

PUB

O novo espaço tem capacidade para 150 campas e 5 jazigos, estando prevista a instalação de alguns ossários.

PUB

No dia 1 de novembro decorreu a cerimónia da bênção, pelo pároco Amândio Mateus, deste espaço novo que veio dotar o cemitério de Penhascoso de maiores condições e capacidade para outras sepulturas. A iniciativa contou com o presidente da UFMPA José Fernando Martins, que a conduziu, bem como todo o elenco da junta de freguesia, do presidente da Câmara Municipal de Mação Vasco Estrela e alguns fregueses.

A União de Freguesias tem também estado a intervir no segundo cemitério da sua responsabilidade, em Aboboreira, com trabalhos de requalificação e pintura geral, que incluem “colocação de novo pavimento nos corredores do interior, eliminação de degraus com criação de rampas de acesso, melhoramento da rede de água (distribuição no interior), arranjo dos espaços verdes do exterior com colocação de bancos, construção de pequenos muros e de uma fonte”, refere a UFMPA.

Vídeo: Cerimónia de bênção do novo espaço do Cemitério de Penhascoso, pela UFMPA.

PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).