Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Caminhada pelos recantos e encantos de Vale da Mua este domingo

A Associação Rotas de Mação e as associações locais do concelho estão a promover um ciclo de caminhadas nos novos percursos pedestres, dando a conhecer o território em contacto com a natureza e lugares recônditos e bem guardados, autênticos postais e pequenos paraísos à espera de serem desvendados. Depois da estreia com caminhadas em Penhascoso, Ortiga, Casas da Ribeira (Mação) e Zimbreira (Envendos), segue-se caminhada em Vale da Mua, dia 12.

- Publicidade -

Sob o mote “Caminhar pelas Montanhas Azuis. Descobrir os seus encantos, os seus cheiros, os seus aromas, o seu Coração”, estão já confirmadas seis caminhadas, mas as Rotas de Mação esperam chegar às 14 caminhadas por todo o concelho.

Assim, no domingo, dia 12 de setembro, decorrerá uma caminhada pelo “Trajeto dos Moleiros”, com encontro marcado para as 7h30, junto à sede do Centro Cultural e Social de Vale da Mua. A caminhada deverá arrancar cerca das 8h30.

- Publicidade -

As inscrições são limitadas a 50 participantes, como tem sido nas restantes iniciativas das pelas rotas de Mação, e devem ser feitas através do email ccsvalemua@gmail.com ou através do Messenger na página do Centro Cultural e Social de Vale da Mua no Facebook. Porém, também serão aceites inscrições a quem apareça no próprio dia.

O percurso terá dificuldade média/baixa. O valor da inscrição será de 2 euros, incluindo seguro e kit de trajeto. A organização aconselha o uso de roupa desportiva e calçado confortável.

Sábado também haverá caminhada no concelho, na freguesia de Cardigos, integrada no ciclo de caminhadas promovido pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e que correrá os 13 concelhos que a integram.

Notícia relacionada:

Mação | Sábado há caminhada pela Rota de Cardigos Praia

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome