Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Câmara rejuvenesce Largo dos Combatentes após investimento de 200 mil euros

No âmbito de uma intervenção de regeneração urbana que durou cerca de oito meses e representou um investimento na ordem dos 200 mil euros, a Câmara de Mação inaugurou no dia 5 de outubro as obras de requalificação do Largo dos Combatentes, praça central da vila, num dia de festa muito participado e animado por um concerto da rejuvenescida Filarmónica União Maçaense. 

- Publicidade -

Perante a população, que se deslocou em número considerável à praça central da vila, e após o descerramento da placa inaugural, Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, usou da palavra para destacar que o ato de inauguração sobre a obra ali desenvolvida, embora simbólico, em muito dignifica a Vila, o Concelho e a memória dos antigos combatentes do concelho de Mação, ali perpetuada com monumento alusivo.

Obras de requalificação do Largo dos Combatentes inauguradas em Mação a 5 de outubro. Foto: CMM

- Publicidade -

Vasco Estrela referiu tratar-se de um espaço mais agradável, de convívio, união e centralidade e sublinhou ainda o facto de ser a terceira requalificação de espaços emblemáticos na Vila de Mação, no último mandato, tendo lembrado a requalificação do antigo quartel dos bombeiros e do Cineteatro, equipamento cultural em fase final de modernização e que será inaugurado até final do presente ano 2021.

São obras, referiu o autarca, que tornam a Vila mais atrativa e o que se espera é que todos sintam este espaço como seu, de todos, sendo um espaço de cultura, para se viverem bons momentos. “Todos achamos a nossa vila a mais bonita, porque é a nossa, mas hoje temos bons motivos para o dizer”, concluiu Vasco Estrela.

Na tarde do feriado do 5 de outubro teve lugar em Mação a inauguração das obras de requalificação do Largo dos Combatentes. Foto: mediotejo.net

Após a inauguração teve lugar um concerto pela Banda da Sociedade Filarmónica União Maçaense, no renovado Largo dos Combatentes, uma banda rejuvenescida com muitos elementos jovens orientados pela batuta do novo maestro Joel Rodrigues.

Banda da Sociedade Filarmónica Maçaense conduzida com maestria pela batuta do maestro Joel Rodrigues. Foto: mediotejo.net

Tratou-se do concerto “Música e Monumentos” integrado no projeto da Confederação Musical Portuguesa, num espetáculo muito aplaudido e que contou com a participação da jovem fadista Carolina Siborro de Azevedo. 

Largo dos Combatentes – A obra de requalificação

Num investimento próximo dos 200 mil euros, a expensas próprias do município, com as obras de requalificação e modernização do Largo dos Combatentes pretendeu-se a afirmação daquele espaço como público, de acesso a todos os habitantes, eliminando as barreiras arquitetónicas que naturalmente contribuíam para um espaço de exclusão.

Assim, a obra consistiu numa melhoria na estrutura ecológica existente, numa nova iluminação, composta por LEDs, assente numa estrutura luminotécnica mais confortável e contemporânea, proporcionando uma iluminação de baixos consumos e na correção do desnível da praça com a criação de duas plataformas criando, assim, dois níveis diferentes, mas comunicativos entre si através de escadarias e rampas de acesso, de acordo com o regime de acessibilidades para pessoas com dificuldades de locomoção.

Vasco Estrela, presidente da CM Mação, aponta agora à inauguração das obras de requalificação do cine teatro para este trimestre. Foto: mediotejo.net

O piso principal foi analisado e estudado, de forma a ser renovado, imprimindo-lhe uma contemporaneidade face à intervenção. Manteve alguma das características existentes, nomeadamente ao nível do desenho da calçada e com a reposição de alguns dos elementos existentes.

A requalificação deste espaço surgiu da necessidade de recuperar um espaço que é coletivo, de socialização, ponto de encontro da população, palco de diversos eventos e acontecimentos.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome