Mação | Câmara Municipal solidária com Arlindo Marques perante processo da Celtejo

O executivo municipal de Mação subscreveu a moção aprovada em Assembleia Municipal, no dia 20 de dezembro, mostrando solidário com o ambientalista Arlindo Consolado Marques (proTEJO) que enfrenta uma ação judicial imputada pela empresa Celtejo no âmbito de denúncias sobre episódios de poluição no rio Tejo.

PUB

Vasco Estrela, presidente da CMM, referiu que “a nossa intenção é seguir a deliberação da Assembleia Municipal no sentido de podermos perceber como é que podemos ajudar o munícipe em causa, uma vez que tem ajudado ele mesmo o próprio concelho e todos aqueles que se preocupam com o rio Tejo”.

O autarca referiu que pretende chegar a consenso com Arlindo Consolado Marques, cidadão natural de Ortiga e que mantém uma presença ativa e postura vigilante perante o Rio Tejo, enfrentando agora uma ação judicial imputada pela empresa Celtejo, em Vila Velha de Ródão. A empresa exige 250 mil euros de indemnização por difamação.

PUB

Vasco Estrela frisou que nesta reunião de Câmara, de dia 28 de dezembro, “ficou percetível que subscrevemos na íntegra aquilo que a Assembleia Municipal de Mação aprovou, e juntamos a nossa voz às vozes dos deputados municipais de ambos os partidos”, afirmou.

Agora, o autarca refere que tudo dependerá de um entendimento entre ambas as partes. “Temos de perceber como podemos ajudar, podendo ou não colaborar nos custos com os honorários da sua defesa, ter outro tipo de atitude/postura mais reivindicativa ou menos reivindicativa, de alguma forma tentarmos colaborar na defesa do Arlindo Marques”, explicou, fazendo ainda notar que a Câmara agirá “de acordo com aquilo que ele entender que possamos ser úteis, e por outro lado que a Câmara possa fazer e se é exequível ou não. Também não é ilíquido em termos jurídicos aquilo que a Câmara pode fazer e é isso que teremos de avaliar”, terminou Vasco Estrela (PSD).

Recorde-se que na última sessão de Assembleia Municipal de 2017, foi aprovada por unanimidade a moção ““Arlindo Marques atuou como porta-voz de Mação”. No documento Assembleia “solidariza-se com o Arlindo Consolado Marques, verdadeiro guardião do rio Tejo, que tem atuado como legítimo porta-voz da população do concelho de Mação e de todos aqueles que se preocupam com o rio Tejo”, lê-se no documento.

Mação | Processo da Celtejo contra ambientalista “é uma ação contra todos os cidadãos de Mação” – Assembleia

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).