Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Câmara Municipal acolhe sessão sobre projeto de agricultura biológica

Esta sexta-feira, 2 de março, terá lugar uma ação de divulgação, promovida pela Pinhal Maior, com o apoio do Município de Mação, sobre o projeto de agricultura biológica “Bio Berço da Lusitânia”. A sessão decorrerá no Salão Nobre dos Paços do Concelho pelas 18h30.

- Publicidade -

O projeto “Produção e Comercialização – Agricultura Biológica” será apresentado por Augusto Nogueira, coordenador da Pinhal Maior – Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul, pode ler-se na informação do município.

Este projeto pretende apoiar todos os agricultores e interessados neste tipo de produção, proporcionando formação, dando apoio na certificação de produtores e terrenos e aconselhando sobre as melhores espécies a produzir. De referir que o projeto da Pinhal Maior dá apoio desde a recolha à venda dos produtos.

- Publicidade -

O concelho de Mação receberá mais duas sessões: no dia 13 de março a sessão terá lugar em Envendos, pelas 18h30, na Sala Multiusos da Junta de Freguesia; no dia 20 de março a sessão terá lugar em Cardigos, às 18h30, no edifício da Junta de Freguesia, 1º piso da antiga igreja de Cardigos.

A agricultura biológica, assim como a produção animal biológica, visa produzir alimentos de elevada qualidade, saudáveis, ao mesmo tempo que promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no ecossistema. É uma prática agrícola em crescimento e, nesse sentido, a Pinhal Maior, em parceria com o município de Mação, está focada em dar continuidade ao projeto “Agricultura Biológica”.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome