Domingo, Fevereiro 28, 2021
- Publicidade -

Mação | Câmara aprova protocolos com freguesias para manutenção das praias fluviais

O executivo camarário do Município de Mação aprovou por unanimidade a celebração de protocolos, que poderão chegar a um custo de 30 mil euros, de delegação de competências nas Juntas de freguesia de Cardigos e Carvoeiro, para fazerem a gestão, manutenção e garantir condições de salubridade das praias fluviais de ambas as freguesias. O ponto mereceu a entrega de declaração de voto do vereador socialista Nuno Barreta, que acusou o executivo liderado por Vasco Estrela (PSD) de “tratamento diferenciado” e que são “privilegiadas” as freguesias de gestão PSD. Algo que o presidente da CMM considerou “ofensivo”.

- Publicidade -

Durante a sessão ordinária pública de dia 20 de junho, o autarca explicou que se pretende “oficializar um conjunto de situações que são necessárias garantir nas praias fluviais”, nomeadamente quanto a “limpeza, segurança e manutenção do espaços”, algo que é competência da Câmara Municipal de Mação “e que com estes acordos ficarão sob a jurisdição das respetivas Juntas de freguesia, tendo em conta a facilidade que podem vir a ter na contratação de pessoal, por uma questão essencialmente de proximidade”, justificou Vasco Estrela.

“Trata-se só de garantir as condições de salubridade, higiene, segurança, limpeza dos espaços”, e como tal prevê-se a distribuição de 13 mil euros mais encargos para a Junta de freguesia de Cardigos e 4 mil euros mais encargos para a Junta de freguesia de Carvoeiro, referindo ainda o autarca que o custo total destes acordos poderá rondar os “25 a 30 mil euros”, dando uma “noção dos custos que temos com estas praias fluviais”.

- Publicidade -

Foto: mediotejo.net

No decorrer da reunião de executivo, o vereador socialista Nuno Barreta questionou o porquê de não ser integrada neste tipo de protocolo a praia fluvial de Ortiga, entregando uma declaração de voto, apesar de ter votado favoravelmente, indicando que existe “falta de equidade” uma vez que existem “mais praias fluviais no município com afetação de verbas diferentes, admitindo que temos três”, disse.

Nuno Barreta (PS) insistiu ainda, notando que a proposta se reveste de “tratamento diferenciado”, “privilegiando as freguesias em que a gestão é feita pelo PSD em detrimento da freguesia em que a gestão é feita pelo PS [referindo-se a Ortiga]”. O vereador recomendou ainda “atribuição de verba proporcional à Junta de freguesia de Ortiga, que seja destinado ao mesmo efeito que a verba às Juntas de freguesia de Cardigos e à Junta de freguesia de Carvoeiro”.

Vasco Estrela (PSD), autarca maçaense, confrontou Nuno Barreta, questionando sobre se o vereador saberia a razão por “nos últimos quatro anos, quando a Ortiga era gerida pelo PSD, a CMM não dava qualquer verba”, considerando ofensiva a argumentação da oposição, caraterizando-a como “politiquice baixa e sem qualquer justificação”.

Foto: mediotejo.net

O presidente da CMM referiu ainda que a praia fluvial de Ortiga tem “um funcionário a tempo inteiro naquele local, e que consegue garantir tudo o que é garantido nos outros locais”, mencionando ainda “a especificidade própria de a Ortiga não ser qualificada como praia fluvial, o que não impede que a CMM garanta, como tem garantido, todas as condições para as pessoas usufruírem daquele espaço”.

“O facto de não se efetivar este protocolo com a JF Ortiga, não tem nada a ver com menor investimento na Ortiga ou por questões políticas, conforme foi referido na reunião. Tem a ver com o facto de não haver essa necessidade”, continuou, acrescentando que “se houvesse necessidade, seria da mesma maneira. Se se verificar a meio da época balnear, assim faremos”, terminou.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).