Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação: Caloiros da Universidade Sénior foram batizados

A Universidade Sénior de Mação iniciou esta segunda-feira, dia 26 de setembro, o novo ano letivo e, como em todas as universidades deste país, os caloiros também tiveram direito a Batismo pelos seus padrinhos e madrinhas.

- Publicidade -

Dos 28 novos caloiros da Universidade Sénior de Mação, 21 foram nesta manhã de segunda-feira, dia 26 de setembro, batizados num ato simbólico de boas-vindas aos novos alunos que vão integrar pela primeira vez este projeto que tem como objetivo combater o isolamento dos idosos do concelho e promover um envelhecimento ativo.

Francisco Neto, 73 anos, mora na aldeia do Pereiro e, juntamente com a sua esposa Gracinda Maia, são dois dos caloiros na Universidade Sénior de Mação. Apesar de fazerem parte do Grupo de Cantares “Os Maçaenses”, Francisco Neto explica que o convívio e a aprendizagem, principalmente na área dos computadores e do inglês, no caso de Francisco, foi o que os motivou a integrar a Universidade Sénior de Mação.

- Publicidade -

Também Manuel Fernandes, 79 anos, viúvo, da aldeia da Galega, na freguesia do Carvoeiro, é este ano caloiro e foi o primeiro a ser batizado. O que o fez vir? “Aproveitar o tempo”, responde prontamente.

E, de facto, a ocupação do tempo livre é o motivo mais falado ente todos, sejam veteranos ou caloiros. Ao mediotejo.net, José Lopes, 79 anos, de S. José das Matas, veterano da Universidade Sénior de Mação e que faz parte do Grupo de Cantares, refere que o convívio, fazer amigos e “divertirmo-nos” são os principais benefícios dos alunos que integram este projeto.

Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, em Mação, recebeu os mais de 70 alunos da Universidade Sénior Foto: mediotejo.net
Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, em Mação, recebeu os mais de 70 alunos da Universidade Sénior Foto: mediotejo.net

Também Manuela Alves, 79 anos, de Mação, veterana e madrinha de alguns caloiros, faz referência ao facto da Universidade Sénior ser um espaço onde “passamos um pouco de tempo e nos distraímos e quando estamos naquelas aulas com professores de que gostamos, o tempo passa a voar”.

Na edição deste ano da Universidade Sénior de Mação, cujo projeto arrancou o ano passado, há 28 novos inscritos que se veem juntar aos 44 veteranos existentes.

Um número de alunos que, para Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, “nos deixa bastante satisfeitos porque temos um número maior de alunos, praticamente não houve desistências e sentimos as pessoas entusiasmadas”.

O balanço do ano passado “é extremamente positivo”, salientou ao mediotejo.net o autarca de Mação que fez ainda referência à Tuna/Grupo de Cantares da Universidade Sénior que foi criada.

Entre as novidades da edição deste ano da Universidade Sénior, estão professores novos, o horário foi redefinido “para corresponder melhor às expectativas dos alunos e fizemos também a reformulação nas aulas que o Museu dava, para as tornar mais atrativas, criámos workshops e não aulas para ir de encontro ao interesse dos alunos”, explicou Vasco Estrela.

(de pé) Professores da Universidade Sénior de Mação que vão trabalhar em regime de voluntariado Foto: mediotejo.net
(de pé) Professores da Universidade Sénior de Mação que vão trabalhar em regime de voluntariado Foto: mediotejo.net

Informática, inglês e cidadania são as disciplinas mais procuradas pelos alunos da Universidade Sénior de Mação. Vítor Alexandre, inspetor da Polícia Judiciária, vai ser, pelo segundo ano, o professor responsável pela disciplina de Sociedade e Cidadania. O professor que defende que não vem ensinar mas aprender com os seus alunos, fez ao mediotejo.net um balanço positivo do ano passado: “foi uma experiência muito positiva, quer para os professores, quer para os alunos porque representa uma nova realidade neste meio do interior”. “É grato verificar que este ano há um aumento significativo de alunos e professores”, salienta o professor que refere ainda que este projeto permite aos alunos “obterem conhecimentos que, de outra forma, não conseguiriam, da mesma forma que estão ativos e a interagir com a sociedade”.

Professores e disciplinas

Na cerimónia de abertura do ano letivo da Universidade Sénior de Mação, que se realizou no auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, esta segunda-feira, dia 26 de setembro, estiveram alunos e professores, num momento de reencontros e de apresentações.

A dar aulas, em regime de total voluntariado, vão estar quase duas dezenas de professores: Carlos Pereira (Energia e Comunicações); Cláudia Cordeiro (Inglês); António Silva (História Local e Regional); Augusto Nogueira (História das Religiões); Cláudia Santos (Expressão Criativa); Camila Fernandes (Artes Manuais); José Maia (Desporto Sénior); Sara Cura (Antropologia das Sociedades); Elizabete Loureiro (Música); João Farinha (Gestão e Motivação Pessoal); Vítor Alexandre (Sociedade e Cidadania); Francisco Rocha (Iniciação à Informática); Aquilino Neves (Internet), entre outros, a par com as parcerias estabelecidas com o Centro de Saúde Local e a Escola de Artes AMARTE.

Um a um, os 28 caloiros presentes foram Batizados pelos seus padrinhos/madrinhas Foto: mediotejo.net
Um a um, os 28 caloiros presentes foram Batizados pelos seus padrinhos/madrinhas Foto: mediotejo.net

A sessão de abertura do ano letivo contou com um momento musical protagonizado pelo Grupo de Cantares da Universidade Sénior, seguindo-se o acolhimento aos novos alunos, com o Batismo simbólico dos caloiros.

A Universidade Sénior de Mação “é para continuar, é uma aposta que faz parte da estratégia que temos para a educação que faz todo o sentido, uma vez que temos cada vez mais pessoas interessadas”, concluiu Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

- Publicidade -