Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação | Autarquia aprova subsídios para apoio às Rotas de Mação e Bombeiros Voluntários

O Município de Mação aprovou em reunião de executivo a atribuição de subsídio à Associação Rotas de Mação, celebrando o primeiro protocolo para o efeito enquanto associação autónoma e formalmente constituída. Em 2021 a autarquia irá comparticipar o valor de 7500 euros, mediante uma série de parâmetros que a associação terá de cumprir. Por outro lado, a autarquia mantém o apoio dado anualmente à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mação, atribuindo este ano um valor de 75 mil euros para fazerem face às despesas e esforço acrescidos com a pandemia de covid-19.

- Publicidade -

Vasco Estrela, no que toca ao projeto “Rotas de Mação” que nasceu de um movimento da sociedade civil, lembrou que a Câmara já investiu “largos milhares de euros” no projeto tendo por isso “grande responsabilidade para que tivesse chegado ao ponto que chegou”.

“Neste momento há já um trajeto feito e uma consolidação do território que não pode, não deve, ser abandonado e ficará muito comprometido se não dermos algum apoio durante já este ano. Quer pelas expectativas que foram criadas, quer por aquilo que foi sendo desenvolvido ao longo dos meses, o investimento que a Câmara fez e que convém ser mantido e potenciado. Acho que não é altura de deixar cair as coisas; muito pelo contrário, é altura de tentar criar condições para que os objetivos que as pessoas tiveram e que nortearam quando avançaram para esta proposta possam ser conseguidos”, afirmou.

- Publicidade -

O protocolo em causa tem como objetivo “definir uma estrutura de cooperação, visando a implementação de um projeto de organização turística global para o território do concelho de Mação, através de ações destinadas a esse fim, visando a dinamização da economia local, a fixação de populações, a geração de novos empregos, tendo por fim último a criação de riqueza”, pode ler-se no documento.

Por outro lado, entre as linhas estratégicas definidas propõe-se a “promover a conservação do património natural, material e imaterial e o desenvolvimento sustentável socioeconómico da população e do Concelho de Mação; melhorar e gerir as estruturas de apoio ao visitante do Concelho de Mação; comunicar os valores do Concelho de Mação, disponibilizando informação e apoiando a sua visitação; fomentar e apoiar ações inovadoras que sejam geradoras de emprego, qualificadoras do território do Concelho de Mação e contribuam para a fixação e desenvolvimento da sua população; identificar, criar serviços e produtos de qualidade como marca diferenciadora do território; gerir as novas infraestruturas físicas e virtuais, propriedade do Município.

A Associação Rotas de Mação, ao celebrar o presente protocolo com a autarquia, estará a comprometer-se em valorizar o património geológico e o restante património natural e cultural; dinamizar atividades e produtos para um território de ciência; promover a qualidade e contribuir para as políticas de ordenamento na área do Ambiente, da Agricultura e da Floresta; promover a educação para a sustentabilidade; promover uma abordagem de geoturismo com especial ênfase na qualificação, organização, promoção e comercialização dos produtos turísticos estratégicos; promover uma dinâmica territorial, a animação sociocultural e reforçar o sentido de pertença; reforçar e dinamizar a cooperação, as parcerias e o trabalho em rede; gerir, preservar e dinamizar as infraestruturas físicas e virtuais, que lhe sejam cedidas pela Câmara Municipal; promover, pelo menos, uma atividade em parceria com a autarquia, em cada um dos PR homologados”.

Foto: mediotejo.net

Refira-se que tanto o registo de patente e marca Rotas de Mação como o portal informático, o endereço WWW.ROTASDEMACAO.PT, e a aplicação móvel ROTAS DE MAÇÃO MOBILE são propriedade da Câmara Municipal. O mesmo acontece com todos os percursos pedestres existentes e homologados pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (PR1, PR2, PR3, PR4 e PR5) e os que serão homologados no futuro (PR6, PR7, PR8, PR9, PR10, PR11, PR12, PR13 e PR14).

Na mesma sessão foi também aprovado o protocolo para 2021 a celebrar com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mação, que define um subsídio anual de 75 mil euros.

Tal servirá para apoiar a atividade do dia-a-dia e nos encargos de manutenção tanto no quartel de Mação como na secção de Cardigos, adiantou o presidente da Câmara de Mação.

A autarquia reconhece que “este é um valor importante para que a corporação possa fazer face aos encargos e esforço acrescidos devido à pandemia de covid-19”, sendo por isso ligeiramente superior ao habitual subsídio, que nos últimos anos rondava os 68 mil euros.

Na sessão ficou também definido que o Clube Automóvel de Mação será apoiado pelo município no valor de 1200 euros como apoio referente às duas provas realizadas em 2020.

Por fim, o Município, por apelo da Junta de freguesia de Cardigos, vai ainda comparticipar e apoiar no valor de 500 euros na publicação de um livro por parte de uma jovem de nacionalidade brasileira a residir em Cardigos e que tem o sonho de escrever um livro. A Junta de freguesia está a apoiar a iniciativa.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome