Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Mação assina Protocolo de Cooperação com a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa

A Câmara Municipal de Mação, representada pelo presidente Vasco Estrela, assinou esta quinta-feira um Protocolo de Cooperação com a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCP). O protocolo visa a adesão do Município de Mação ao Projeto “Casa do Tejo – Direito ao Lazer”. Esta Casa é um projeto piloto em parceria com a FAPPC, com o objetivo de apoiar as famílias que se encontram fragilizadas no papel de cuidador.

- Publicidade -

Trata-se de um alojamento de férias para famílias cuidadoras de crianças ou jovens com deficiência numa casa em Lisboa. As famílias partilharão esta casa com mais duas famílias, com enquadramento familiar idêntico. Durante essa semana, em período diurno os pais e irmãos poderão usufruir de programa turístico criado para o efeito, conhecendo assim a cidade de Lisboa, enquanto o seu filho fica ao cuidado de uma equipa organizada e estruturada de acordo com as características do grupo, que prestam os cuidados necessários em substituição dos cuidadores.

O município de Mação compromete-se, através do seu Serviço de Ação Social, a identificar as famílias do concelho que possam usufruir deste espaço e ao pagamento da estadia de 3 famílias por ano. A estadia engloba quarto, programa turístico e apoio de profissionais de saúde. Vasco Estrela, que se fez acompanhar por duas técnicas do Serviço de Ação Social, considera ser “uma forma única de proporcionar algum descanso às famílias do Concelho de Mação cuidadoras de crianças ou jovens com deficiência e que muitas não têm soluções como esta com apoio especializado e a própria possibilidade de convívio e partilha entre pares”.

- Publicidade -

A Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa, criada em 1960, foi a primeira associação de pais e técnicos em Portugal que hoje cria e desenvolve soluções à medida das necessidades sempre diferentes e exigentes para pessoas diferentes para quem a vida é sempre exigente.

A APCL presta apoio a cerca de 450 utentes com serviços nas áreas de lar residencial, centros de atividades ocupacionais, creche, residências autónomas, serviço de apoio domiciliário, formação profissional e hipoterapia/equitação terapêutica.
A Casa do Tejo surgiu por se acreditar em oportunidades iguais para todas as famílias e as famílias cuidadoras de crianças/jovens com deficiência não são exceção.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome