Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

Mação | António Louro entrou na Assembleia da República com ideias para a reforma da Floresta (C/VIDEO)

As ideias e o trabalho desenvolvido no ordenamento da floresta em Mação e as propostas para o ordenamento do mundo rural em Portugal  foram apresentadas por António Louro, vice-presidente da Câmara de Mação e presidente do Fórum Florestal, na Audição Conjunta da Assembleia da República ao Grupo de Trabalho para a Reforma da Floresta.

- Publicidade -

Confira em video alguns excertos da intervenção de António Louro na Audição Conjunta na Comissão de Agricultura e Mar de apresentação de propostas de alteração dos diplomas legais da Reforma da Floresta no âmbito da Comissão de Agricultura e Mar.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Onde fica o direito à propriedade privada? A liberdade de dentro da legalidade cada proprietário fazer o que quiser dento das suas terras?

  2. Ó sr. Beira Baixa ainda não lhe chega? Daqui a pouco chega aos 80 anos e ainda anda a pensar como rapinar uns trocados aqui e ali. Para pessoas como você, só lhe posso perguntar…Não tem mesmo um pingo de sensibilidade pois não?…colocando os seus interesses acima de tudo…e logo você que tanto precisa. Isso que diz era viável se os privados usassem a própria cabeça para ordenar o seu território, mas não, usam a cabeça mas é para ordenar a carteira. Por fim, o meu desejo maior é que se continuarem a deixar os privados plantarem o que bem lhes apetece nuns lados e onde não deixam, passam 10 anos sem sequer limparem…então, multa para cima…e não sejam meigos pois pessoas assim não merecem mais. É esta a sensibilidade que temos em relação às vitimas dos incêndios…ontem eles…amanha não sabemos quem será. Enfim

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).