Mação: A Feira Mostra “é uma feira dos maçaenses” – Vasco Estrela (c/audio)

A vigésima terceira edição da Feira Mostra de Mação arrancou no dia 29, para cinco dias em que é dado a conhecer o melhor do concelho aos de dentro e aos de fora. Nas edições anteriores foram mais de 10.000 as pessoas que marcaram presença anualmente, um número que Vasco Estrela, presidente da autarquia, pretende consolidar no evento que carateriza como “uma feira dos maçaenses”.

PUB

PUB

O concelho de Mação ganhou vida extra ao final da tarde desta quarta-feira, dia 29, com a abertura oficial da 23ª Feira Mostra. Abriram-se os stands dos mais de 80 expositores, ultimaram-se as refeições nos sete espaços de restauração e confirmou-se a frescura das bebidas nos seis bares junto ao palco.

Na edição deste ano participam quase 100 particulares e entidades locais, entre artesãos, empresários, associações e bares/restaurantes. Todos com o mesmo objetivo, transformar o Largo Infante D. Henrique, mais conhecido pelo Largo da Feira, numa montra do que de que melhor se faz e produz com a marca “Mação”.

PUB
visitaoficial004
Vasco Estrela, presidente da CM Mação, visitou todos os pavilhões no primeiro dia da Feira Mostra concelhia

A vontade é partilhada por Vasco Estrela, presidente da câmara municipal, para quem a Feira Mostra é organizada “na expetativa de os ajudar e potenciar os seus negócios, as suas atividades”. Em declarações ao mediotejo.net, refere que o investimento feito no evento fica no concelho, nomeadamente o dos espaços de restauração que têm tido uma afluência significativa nos anos anteriores e para quem a feira representa uma “importante fonte de receita”.

Para Vasco Estrela “é importante que esta feira seja vista por todos os maçaenses como a feira deles e não como a feira da câmara”, representando “uma mais-valia para eles, para os seus negócios, para as associações mostrarem aquilo que fazem e também para chamar público para as atividades que desenvolvem ao longo do ano”.

No entanto, a Feira Mostra não se resume à “montra” no Largo da Feira e são muitas as iniciativas reacreativas previstas para que o concelho também possa ser “vivido” ao longo destes cinco dias. O programa inclui torneios de sueca, matraquilhos, malha e futsal, encontros de cães de parar com largada de perdizes, corridas de carros de rolamentos, aulas de zumba, prova de trail, uma Color Run e passeios de motorizadas clássicas, cicloturismo e bbt (noturno).

A principal novidade desta Feira Mostra, o alargamento para cinco dias, é justificada por Vasco Estrela como uma oportunidade acrescida para as entidades participantes e para promover mais atividades desportivas, culturais e recreativas. A “aposta” foi feita “praticamente com o mesmo investimento”, diz, e “pode ter sucesso”.

visitaoficial009
Feira Mostra de Mação com 81 expositores, 7 restaurantes e 6 tasquinhas. Decorre até domingo, dia 3 de julho

São agora cinco as oportunidades diárias, facto que gera expetativa quanto ao número de visitantes. Vasco Estrela prefere não arriscar “atirar números para o ar”, mas lembra as cerca de 10.000 pessoas que visitaram o concelho na edição de 2015 e salienta que “se tudo correr conforme é normal, penso que um número entre as 10.000 e as 15.000 pessoas é possível atingir”, salientando que “800 a 900 participantes” estão confirmados nas “atividades que vamos desenvolvendo ao longo da feira”.

A segunda novidade deste ano é a estreia do FICA – Festival Internacional Cinema Arte, que tem início esta noite no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira e inclui quatro sessões com a presença das realizadoras organizadoras Amarante Abramovici e Cláudia Alves, além dos responsáveis por alguns dos filmes exibidos diariamente. Entre hoje e sábado será possível conversar com Manuel Mozos sobre “A Glória de fazer cinema em Portugal”, Rita Figueiredo sobre “Clap your hands”, Regina Guimarães sobre “Ateliers Angelo”, Raul Barreras sobre “Let’s talk about gender” e Pedro Mota Tavares sobre “Da Vida das Estátuas”.

A vertente cultural do evento também é assegurada pela XVIII Feira do Livro, a decorrer no Anfiteatro José Costa, e pelos artistas que sobem ao palco do Largo Infante D. Henrique. No dia da abertura os holofotes estiveram direcionados para músicos ligados ao concelho, tendo os coros Infantil e Infantojuvenil de Mação sido os primeiros a atuar, seguidos pela jovem cantora inglesa Jade Shepherd e o DJ Free Mam’s.

Os concertos multiplicam-se até domingo com os cabeças-de-cartaz David Antunes com Simone de Oliveira, Diogo Piçarra, David Fonseca e Dora Maria com Rão Kyao e Jorge Benvinda. As noites têm início com o Rancho de Folclore do Centro Cultural de Chaveira e Chaveirinha, o Grupo de Cantares da Serra, o Grupo Musical Amendoense e o Grupo de Cantares «Os Maçaenses» e, até sábado, as madrugadas pertencem aos DJs Street, Rasilmar, Free Mam’s, de regresso, e Muamba.

visitaoficial007
O concelho de Mação ganhou vida extra ao final da tarde desta quarta-feira, dia 29, com a abertura oficial da 23ª Feira Mostra.

Às vertentes económica, cultural e recreativa do evento junta-se a emocional com o presidente da autarquia a caraterizar a Feira Mostra como “um momento de reencontro da família do concelho de Mação espalhada por Portugal e não só”. Vasco Estrela espera que “as pessoas, ao virem, sintam orgulho na sua terra” e tomem consciência de que “o concelho de Mação foi aquilo que os antepassados deles quiseram que fosse e será aquilo que eles podem ajudar a vir a ser”. O esforço da autarquia, conclui, é efémero “se não houver pessoas, se não houver gente com vontade de fazer”.

C/ Mário Rui Fonseca

Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here