“Liberdade”, por Massimo Esposito

Nesta altura a palavra mais usada é Liberdade (depois de ditadura, 25 de Abril e outras), mas o que é liberdade? Logo quero dizer que este não é um artigo político e eu não sou de nenhuma cor política, mas realmente como podemos dizer que temos liberdade?

PUB

Muitos interpretam esta palavra com “faço o que me apetece, não tenho liberdade?” e assim vemos as ruas cheias de lixo, cuspos e grafiti nojentos que estragam paredes novas e monumentos. Os carros em cima do passeio..”é só 5 minutos “dizem. Condutores que pensam de ser os únicos a frequentar a estrada, pessoas que falam alto em lugares como galerias, museus, bibliotecas, restaurantes (talvez ao telemóvel) só para impor a própria presença. Sem falar de quem fura a fila ou ocupa estacionamentos reservados.

Mas a palavra Liberdade é atropelada em tantas outras maneiras, como por exemplo a arte.

PUB

Muitos acham que se Picasso, Pollock ou Miró fizeram aqueles “riscos”, eles também tem este direito (sem pensar que eles, alem de ter uma base de desenho e pintura invejável, foram eles a inventar estes “riscos e rabiscos”.

Outros gostam de Musica e lá vai a lenga- lenga que apresentam nas televisões domingo a tarde, ou aqueles serões de Poesia “rural” onde algumas reformados/as frustrados/as da vida obrigam os nossos ouvidos a penar rimas extravagantes.

PUB

Nos museus Vaticanos é proibido fotografar a Capela Sistina..mas quem obedece ? “ Eu estou aqui talvez uma vez na vida e não posso tirar foto? isso é que era bom!” E vai a foto, ou  como na Basílica de S.Vitale a Ravenna que tiveram de por uma passadeira longe dos muros porque os turistas que passavam por lá tiravam “só uma” téssera de mosaico bizantino (que se multiplicamos pelos milhares de turistas, já falta mais de um metro e meio em altura de mosaico de 1500 anos!

Dizem que a Liberdade é tao ampla até não incomodar o outro. Mas se não há respeito pelo outro como podemos fazer? Se as pessoas pensam de ter o DIREITO de fazer isto ou aquilo,  é difícil encontrar uma linha , um limite, se os outros são nossos subsidiários, inferiores a nós.

O controle do Ego leva a liberdade! E se pensamos bem não seria difícil pôr em prática um conselho tão certo que foi dado cerca de 2000 anos atrás.

Faz aos outros aquilo que gostavas que os outros fizessem a ti. Sim! Foi Jesus a dizer isto, mas se pensamos realmente quanto amplo é este conselho, então sim teremos Liberdade. Se o muro fosse meu, gostava de vê-lo sujo? Se eu estivesse no restaurante a ouvir a conversa chata do vizinho, gostava? Se me roubassem o estacionamento, gostava? Se cuspissem em frente da minha casa, gostava? O respeito pelo outro leva a Liberdade, quando nós achamos de ser iguais aos outros teremos um melhor sentido de Liberdade.

Até lá devemos sacrificar a NOSSA liberdades porque há outros que tem uma LIBERDADE que ocupa o nosso lugar e não somo respeitados……Melhores tempos virão!

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here