Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Leiria | Municípios contra aumento de tarifários propostos pela Valorlis

Os representantes dos municípios acionistas da sociedade Valorlis – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. estão contra a proposta de aumento dos valores dos tarifários em 2019, foi anunciado esta terça-feira, dia 14 de agosto.

- Publicidade -

Numa nota de imprensa divulgada pela Câmara da Batalha, os representantes dos municípios acionistas da Valorlis, que representam 49% do capital social da empresa gestora do Sistema Multimunicipal de Tratamento e Valorização de Resíduos Sólidos Urbanos da Alta Estremadura, opõem-se à proposta, apresentada pela empresa, de valores a vigorar já em 2019 e projetados para 2021, que, de forma acumulada no período regulatório, representam um aumento de 85%.

Em causa estão os concelhos da Batalha, de Leiria, da Marinha Grande, de Ourém, de Pombal e de Porto de Mós.

- Publicidade -

O acionista maioritário da empresa é a Empresa Geral de Fomento (EGF).

Segundo o comunicado enviado pelo município da Batalha, liderado por Paulo Batista dos Santos (PSD), “os valores propostos, respetivamente de 36,04 euros por tonelada (+36,6% face a 2018) para vigorar no ano de 2019; 46,83 euros/tonelada para 2020 (+77,5% face a 2018) e 48,95 euros/tonelada para 2021 (+85,6% face a 2018) correspondem de forma acumulada a um acréscimo, sem justificação, de mais 22,57 euros/tonelada, face ao valor da tarifa fixado para 2018, de 26,38 euros/tonelada”.

Para as autarquias abrangidas, a que corresponde uma população servida superior a 300 mil habitantes, “os novos tarifários foram apresentados sem observar os termos da recente alteração do regulamento tarifário do serviço de gestão de resíduos urbanos”.

Além disso, as câmaras mostram “grande preocupação pela degradação da qualidade do serviço de recolha seletiva dos ecopontos realizado pela Valorlis.

Esta valência, referem, “apresenta níveis de degradação sem paralelo recente”.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome