Legislativas | Os principais momentos e todos os resultados eleitorais, ao minuto

Os portugueses decidem hoje a configuração da Assembleia da República para os próximos quatro anos e nós vamos estar consigo em permanência, noticiando os principais momentos do dia e apresentando todos os resultados eleitorais. Vamos olhar de forma mais atenta para os resultados do círculo de Santarém e de Castelo Branco, onde se integram os municípios do Médio Tejo, e depois do fecho das urnas iremos falando com alguns dos protagonistas desta noite: os deputados que nos irão representar. 


00:15 | resultados finais

 

 

 

23:55 | Ouvimos Patrícia Fonseca, do CDS-PP, deputada na última legislatura, mas que hoje não foi eleita: “Tenho pena que não tenha sido eleita porque entendo que fiz um bom trabalho neste meu mandato. Continuarei a fazer o meu trabalho político no distrito, da maneira que puder, mas tenho pena, de facto, porque entendo que há um conjunto de valores e de ideias que só o CDS representa”. Questionada sobre a demissão de Assunção Cristas de presidente do partido, Patrícia Fonseca disse ter pena. “Na vida política as coisas não se medem pelo mérito, mas fomos o partido que mais oposição fez”.

23:50 | Ouvimos João Moura, presidente da distrital do PSD e deputado eleito por Santarém: “Obviamente que é um resultado que não nos pode deixar satisfeitos. É um resultado que, mesmo mantendo o número de deputados que o PSD já tinha, é um resultado abaixo daquilo que será exigível a um partido como o PSD. Houve aqui, de facto, resultados no distrito, em alguns concelhos, e, que lhe confesso que tinha uma expectativa muito diferente em termos de score eleitoral”.

23:45 | Ouvimos Hugo Costa, deputado eleito por Santarém e coordenador da campanha do PS: “Foi um bom resultado do PS no distrito de Santarém, e passámos de três deputados eleitos para quatro deputados. Tivemos uma vitória clara em praticamente todos os concelhos do distrito, inclusivamente em alguns concelhos em que não somos poder, como os casos de Santarém, Sardoal, Ferreira do Zêzere e Alpiarça. É um grande resultado do PS no distrito de Santarém, que cresce simultaneamente no numero de deputados eleitos pelo distrito, e que se transforma neste grande resultado eleitoral”.

23:35 | Ouvimos Carlos Gonçalves, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP: “Nós recuperámos de um resultado muito difícil, recente, para o Parlamento Europeu, e este é um resultado [a eleição de um deputado por Santarém] que acreditamos é positivo para os trabalhadores e para o povo deste distrito. A voz do deputado António Filipe era uma voz indispensável no Parlamento para defender os interesses dos trabalhadores e do povo em geral e que se destaca em defesa do progresso e das conquistas sociais”.

23:00 | Ouvimos Fabíola Cardoso, eleita pelo Bloco de Esquerda no distrito de Santarém: “Eleger o deputado [por Santarém] era um dos nossos objetivos, assim como aumentar a votação no BE a nível distrital e a nível nacional. O BE fez uma boa campanha, tem um bom resultado, que é merecido, e que é a garantia de um bom trabalho para os próximos quatro anos”.

23:30 | As 11 freguesias do concelho de Tomar têm os resultados apurados e estes ditam que o PS vence com 38,23% (7.205 votos). O PPD/PSD alcançou 27,04% (5.096 votos) e o BE 10,95% (2.063 votos). O PCP-PEV aparece em quarto lugar, com 4,85% (914 votos) seguido do CDS-PP com 4,35% (820 votos).
O PAN conquista 2,66% (502 votos), o CHEGA 1,63% (307 votos), o Aliança 0,86% (163 votos), o Livre 0,79% (149 votos), o R.I.R. 0,61% (115 votos) e o PCTP/MRPP 0,55% (104 votos).
Abaixo da barreira dos cem votos ficaram o Iniciativa Liberal 0,51% (97 votos), o Nós Cidadãos 0,34% (64 votos), o PNR 0,30% (56 votos), o PTP 0,27% (51 votos), o MPT 0,24% (46 votos), o PPM 0,24% (45 votos) , o PURP 0,23% (44 votos) e o PDR 0,19% (35 votos).
Foram contabilizados 524 votos em branco (2,78%) e 448 votos nulos (2,38%).

23:25 | Duarte Marques, de Mação, é eleito deputado pelo PPD/PSD.

23:20 | Hugo Costa, de Tomar, é eleito deputado pelo Partido Socialista. 

23:15 | No Entroncamento o PS sai vencedor da noite de eleições legislativas com 37,08% (3.542 votos), seguindo-se o PPD/PSD com 20,28% (1.937 votos), sendo o BE a terceira força política mais votada, com 13,96% (1.334 votos). Atrás ficou o PCP-PEV com 6,78% (648 votos), o CDS-PP com 3,68% (352 votos), o PAN com 3,37% (322 votos), o CHEGA com 3,35% (320 votos), o Iniciativa Liberal com 1,17% (112 votos) e o Livre com 1,09% (104 votos). Abaixo dos cem votos ficou o Aliança com 0,96% (92 votos), o R.I.R. com 0,66% (63 votos), o PNR com 0,58% (55 votos), o PCTP/MRPP com 0,51% (49 votos), o Nós Cidadãos com 0,46% (44 votos), o PDR com 0,28% (27 votos), o PURP com 0,24% (23 votos), o PPM com 0,23% (22 votos), o MPT com 0,20% (19 votos) e o PTP com 0,15% (14 votos).
Foram contabilizados 295 votos em branco (3,09%) e 179 votos nulos (1,87%).

22:45 | Em Torres Novas o PS obteve 38,58% (6.801 votos) nestas eleições legislativas. O PSD conquistou 20,66% (3.643 votos), sendo o BE com 14,01% (2.469 votos) a terceira força mais votada. Segue-se o PCP-PEV com 8,29% (1.461 votos) e o CDS-PP com 3,70% (652 votos). No quadrante dos pequenos partidos, o PAN obteve 2,72% (479 votos), o CHEGA 1,56% (275 votos), o Aliança 0,81% (142 votos), o Iniciativa Liberal 0,80% (141 votos), o Livre 0,79% (139 votos) logo seguido do PCTP/MRPP com 0,76% (134 votos).
O R.I.R. conquista 0,57% (101 votos), o Nós Cidadãos 0,45% (80 votos), o PNR 0,36% (63 votos), o PURP 0,28% (49 votos), o PDR 0,23% (41 votos), o PPM 0,23% (40 votos), o MPT 0,22% (39 votos) e o PTP 0,10% (17 votos).
Registaram-se 540 votos em branco (3,06%) e 323 votos (1,83%) foram considerados nulos.

22:40 | Em Vila de Rei, contados os resultados das quatro freguesias, o PPD/PSD foi o partido mais votado tendo obtido 46,84% (896 votos) contra 21,80% (417 votos) do PS. O terceiro partido mais votado foi o CDS-PP com 7,00% (134 votos) seguido do BE com 5,44% (104 votos). A CDU obteve 2,25% (43 votos), o PAN 2,14% (41 votos) e o CHEGA 1,25% (24 votos). A percentagem de votantes em Vila de Rei foi de 69,56%, havendo a registar 63 votos em branco (3,29%) e 97 votos nulos (5,07%).

22:30 | O PS venceu em Sardoal, agora que estão apurados os resultados da votação nas quatro freguesias deste município. O PS obteve 35,71% (780 votos) contra 28,53% (623 votos) do PPD-PSD. O BE ficou em terceiro lugar, com 10,71% (234 votos) e o CDS-PP em quarto, com 4,44% (97 votos). A CDU teve 4,17% (91 votos) e o PAN 3,94% (86 votos), seguido do PCTP/MRPP com 1,33% (29 votos). A percentagem de votantes em Sardoal foi de 66,91%, havendo a registar 49 votos em branco (2,24%) e 56 votos nulos (2,56%).

Votação em Sardoal. Foto: Paulo Jorge de Sousa

22:25 | Ourém mantém-se como bastião laranja do distrito de Santarém ao lado de Rio Maior. O PSD conquistou 46,39% (10.398 votos) enquanto o PS obteve 21,82% (4.890 votos). A terceira força mais votada foi o CDS-PP com 8,96% (2.008 votos), seguido do BE com 6,19% (1.388 votos). O PAN obteve 2,49% (559 votos), o PCP-PEV 1,76% (394 votos), o Chega 0,93% (209 votos) seguido do Livre com 0,87% (195 votos). O Aliança conquistou 0,84% (188 votos) e o Iniciativa Liberal 0,68% (152 votos), seguindo-se o R.I.R. com 0,65% (146 votos).
Abaixo dos cem votos encontram-se o PNR com 0,42% (94 votos), o PCTP/MRPP com 0,30% (68 votos), o NC com 0,29% (65 votos), o PDR com 0,26% (58 votos), o MPT com 0,24% (54 votos), o PPM com 0,21% (48 votos), o PURP com 0,18% (41 votos) e, por último, o PTP com 0,16% (35 votos). Registaram-se 819 votos em branco (3,65%) e 605 votos nulos (2,70%).

22:20 | Resultados oficiais: os 9 deputados eleitos por Santarém são Alexandra Leitão, António Gameiro, Maria do Céu Albuquerque, Hugo Costa, pelo PS; Isaura Morais, João Moura, Duarte Marques, pelo PSD;
Fabíola Cardoso, pelo BE; e António Filipe, pelo PCP-PEV. O CDS-PP não elege nenhum deputado.

22:10 | Cláudia André, do PSD, é eleita deputada pelo círculo de Castelo Branco.

22:00 | Fabíola Cardoso, do Bloco de Esquerda, é eleita pelo círculo de Santarém.

21:55 | João Manuel Moura Rodrigues, do PPD/PSD, é eleito deputado pelo círculo de Santarém.

21:50 | O concelho de Ferreira do Zêzere já tem os resultados apurados nas sete freguesias do concelho. O PS venceu com 35,52% (1.567 votos), seguido do PSD com 34,37% (1.516 votos). Os socialistas vencem por 51 votos num concelho tradicionalmente laranja. O BE conquista 7,64% (337 votos), seguindo-se o CDS-PP com 5,96% (263 votos). Em quinto lugar aparece o PAN com 2,54% (112 votos), logo seguido pelo PCP-PEV com 2,31% (102 votos).
Nos pequenos partidos o CHEGA conquista 1,25% (55 votos) , o Iniciativa Liberal 0,86% (38 votos), o PCTP/MRPP 0,77% (34 votos), o R.I.R. 0,57% (25 votos), o Aliança com 0,48% (21 votos)
O Nós Cidadãos 0,48% (21 votos), o Livre 0,36% (16 votos), o PDR 0,32% (14 votos), o PNR 0,32% (14 votos), o PTP 0,25% (11 votos), o PPM 0,23% (10 votos), o MPT 0,18% (8 votos) e o PURP 0,11% (5 votos). Houve 125 votos em branco (2,83%) e 117 votos nulos (2,65%).

21:45 | Maria do Céu Albuquerque, ex-presidente da Câmara de Abrantes e da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo,é eleita deputada pelo PS, pelo círculo de Santarém. 

21:35 | O PPD-PSD foi o partido mais votado em Mação tendo obtido 38,06% (1.531 votos) contra os 36,54% (1.470 votos) do PS. O BE foi o terceiro partido mais votado com 7,53% (303 votos) seguido do CDS-PP, que obteve 3,65% (147 votos). A CDU ficou-se pelos 3,08% (124 votos), ao passo que o PAN teve 1,49% (60 votos) e o CHEGA 1,12% (45 votos). A percentagem de votantes em Mação foi de 66,76%, havendo a registar 98 votos em branco (2,44%) e 102 votos nulos (2,54%).

21:30 | António Gameiro, do Partido Socialista, é o terceiro deputado eleito pelo Distrito de Santarém.

António Gameiro. Foto: DR

21:25 | Em Vila Nova da Barquinha, o PS venceu com 42,71% (1.512 votos), depois de apurados os resultados das quatro freguesias. O PPD/PSD teve 16,13% (571 votos) e o BE 11,47% (406 votos), ao passo que a CDU teve 8,42% (298 votos). O CHEGA chegou aos 3,56% (126 votos), o PAN 3,39% (120 votos) e o CDS-PP 2,94% (104 votos) e o LIVRE 1,16% (41 votos).
A percentagem de votantes foi de 57,23% (3.540 votantes para 6.186 inscritos). A percentagem de votos em branco foi de 3,22% (114 votos) e de 1,24% para os nulos (44 votos).

21:20 | Em Constância estão apurados os resultados finais nas três freguesias tendo o PS vencido com 44,94% (911 votos) seguido à distância pelo PPD/PSD com 13,07% (265 votos). O PCP-PEV (CDU – Coligação Democrática Unitária) obteve 11,20% (227 votos) e o BE 9,67% (196 votos). O CDS-PP, por sua vez, ficou-se pelos 3,70% (75 votos) seguido pelo CHEGA com 3,31% (67 votos) e pelo PAN com 2,66% (54 votos). O LIVRE conquistou 1,28% (26 votos) num concelho onde a percentagem de votantes foi de 60,83% (2.027 votantes para 3.332 inscritos) e em que os votos nulos atingiram os 2,17% (44 votos) e os votos em branco 2,96% (60 votos).

21:10 | Isaura Morais, do PPD/PSD, é a segunda deputada eleita pelo círculo de Santarém.

21:05 | De acordo com os resultados já apurados, o PS vence no distrito de Santarém e conquista 39,6% dos votos. Em segundo lugar, o PSD com 22,8%. O Bloco de Esquerda torna-se a terceira força política mais votada no distrito com 10,5%, seguindo-se a CDU com 7,5%, e, mais atrás, o CDS-PP, com 4,2%, e o PAN com 2,5% dos votos. A abstenção é de 45,4 por cento.

21:00 | No concelho de Abrantes estão apurados os resultados das 13 freguesias, tendo o PS obtido 41,66% nestas legislativas (7.312 votos). O PPD/PSD obteve 19,05% (3.343 votos) e o BE 13,44% (2.359 votos). A CDU ficou em 4º lugar com 6,89% (1.210 votos) e o CDS-PP ficou-se pelos 3,81% (668 votos). Nos chamados partidos pequenos, o PAN ficou à frente, com 2,72% (477 votos), seguido do CHEGA, com 2,45% (430 votos) e do LIVRE, com 0,98% (172 votos).
A percentagem de votantes foi de 54,22% (17.552 votantes para 32.372 inscritos). A registar ainda que os votos em branco atingiram os 2,71% (475 votos) e os votos nulos foram 315.

20:45 | Acaba de ser eleito o primeiro dos 9 deputados do círculo de Santarém: Alexandra Leitão, do PS.

20:30 | No Sardoal já há resultados na vila (faltam os totais do concelho). O PS recebeu a maioria dos votos nas duas mesas.

20:25 | No Distrito de Santarém, que elege 9 deputados, há já resultados apurados em 42 freguesias das 141 (99 por apurar). No Distrito de Castelo Branco, que coloca 4 deputados na Assembleia da República, há resultados finais em 68  freguesias das 120 (52 por apurar).

20:10 | O Partido Socialista é o primeiro partido a reagir às projeções das televisões, pela voz de Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, no Hotel Altis, congratulando-se com a vitória inequívoca. Perante uma sala repleta de socialistas gritando vitória, podiam ver-se algumas figuras da região, como António Gameiro, Francisco André e Maria do Céu Albuquerque.

20:05 | Segundo a projecção do ISCTE e ICS (para a SIC/Expresso), há ainda a possibilidade de o PS atingir a maioria absoluta, se o crescimento do Bloco de Esquerda for mais comedido, abaixo dos 10%. No extremo mais alto das projecções, o BE poderá eleger 24 deputados, o que seria o melhor resultado de sempre, e novos partidos como o Iniciativa Liberal, Livre e Chega podem eleger um deputado.

PS: 36% – 40%
PSD: 24,2 – 28,2%
BE: 8,9% – 11,9%
CDU: 4,7% – 7,3%
CDS-PP: 2,4% – 5%
PAN: 2,5% – 4,5%
Iniciativa Liberal: 0,6 – 2,6%
Livre: 0,5% – 2,5%
Chega: 0,4% – 2,4%

20:00 | As sondagens das três principais televisões dão a vitória ao Partido Socialista, mas sem maioria absoluta.

19:10 | As televisões apresentaram às 19:00 as suas projeções para a taxa de abstenção, com valores que podem chegar aos 51,5 por cento. Nas últimas legislativas a abstenção foi de 44 por cento.

Projecções da abstenção
RTP (Universidade Católica) — 44 a 49%
SIC (ICS, ISCTE e GFK) — 47,5 a 51,5%
TVI (Pitagórica) — 35, 4 a 39, 4% (não conta com os números da emigração)
CMTV (Aximage) — 44 a 48%

18:30 | CNE sem queixas de boicotes ou registo de incidentes significativos

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) indica não ter recebido qualquer queixa relativamente a boicotes durante as votações para as legislativas deste domingo, nem registo de incidentes significativos. Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da CNE, João Tiago Machado, disse que até cerca das 18h15 não foi recebido qualquer queixa relativa a um boicote eleitoral.

Populares de Morgade, em Montalegre, que se opõem à exploração de uma mina de lítio a céu aberto nessa freguesia, anunciaram que iriam recusar-se a votar., mas o responsável da CNE lembrou que coisa diferente de encerrar urnas e impedir as pessoas de votar são eventuais incentivos a “uma abstenção massificada”, mas em relação a isso a CNE só conseguirá pronunciar-se perante os resultados eleitorais.

18:00 | Na freguesia de Tramagal, concelho de Abrantes, a maioria dos eleitores votou depois de almoço e ainda há muita gente a acorrer às urnas, mas, à semelhança do que se verifica a nível nacional, os números da abstenção deverão ser muito altos.

Mesa de voto no Tramagal, Abrantes. Fotos: Mário Rui Fonseca/mediotejo.net

17:45 | Fabíola Cardoso, cabeça de lista pelo Bloco de Esquerda, votou em Santarém.

Fabíola Cardoso. Foto: DR

17:40 | António Gameiro, presidente da distrital de Santarém do PS, votou em Seiça, Ourém.

António Gameiro. Foto: DR

17:30 | Em Abrantes, nas três mesas de voto instaladas no edifício Pirâmide, às 17:00 tinham votado cerca de 42% dos eleitores.

Votação em Abrantes, edifício Pirâmide. Fotos: José Bandos/mediotejo.net

17:15 | Na secção de voto número 1 de Alvega, onde votam 398 dos eleitores desta freguesia do concelho de Abrantes, às 15h00 já haviam votado 50% dos inscritos.

Votação em Alvega, Abrantes. Foto: Paula Mourato/mediotejo.net

17:00 | Dados da Comissão Nacional de Eleições indicam que foram menos portugueses votar hoje, até às 16:00, em relação às eleições de 2015. Até às 16 horas votaram 38,59% de eleitores. Em 2015, à mesma hora, já tinham votado 44,38% dos eleitores: uma diferença de 120 mil pessoas.

16:30 | No Sardoal, às 14 horas estimava-se que teriam votado 38% dos eleitores inscritos.

Votação no Sardoal. Foto: Paulo Jorge de Sousa/mediotejo.net

16:10 | Os líderes dos principais partidos já votaram, tal como o Presidente da República. À saída da sua mesa de voto, Marcelo Rebelo de Sousa disse que estes próximos quatro anos “serão de dificuldades” e que “está nas mãos dos portugueses mostrar que estão atentos”. Já ontem, na sua mensagem ao país, o Presidente insistira na “urgência” de todos irem votar hoje. “Por convicção, por confiança, por rejeição, por realismo, por exclusão de partes – seja qual for a razão do vosso voto, não deixem de votar amanhã. São quatro anos da vossa vida, da nossa vida. São quatro anos decisivos da vida de Portugal”, rematou.

16:00 | Cerca de dois milhões de eleitores votaram até às 12:00 de hoje, o que representa 18,83% dos 10,8 milhões de eleitores inscritos, uma descida de 1,82 pontos percentuais face a 2015.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here