Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Jacinto Lopes: o autarca que não tem chefe de gabinete e dispensa chauffeur

O presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, decidiu abdicar, no final de 2015, de ter um chefe de gabinete após o anterior ter pedido a aposentação de serviço. A informação foi prestada aos elenco camarário em reunião de câmara. “Deixei de ter chefe de gabinete e não vou nomear ninguém para o seu lugar”, indicou. A situação deve ser insólita entre as autarquias do Médio Tejo senão mesmo no país.

- Publicidade -

Os vereadores do PSD também deixaram de ter secretária no final do ano – voltou ao seu lugar de origem dado que é funcionária do município – mantendo-se apenas o secretário do presidente em funções no que concerne ao staff de apoio ao gabinete da presidência.

O autarca, eleito pelo PSD,  também não tem “chaffeur”, sendo o mesmo que conduz o carro da autarquia quando tem que efectuar deslocações oficiais, o que já lhe valeu passar por situações insólitas como pensarem que era o próprio motorista do presidente.  Com um elevado sentido prático e um recheado sentido de humor, o autarca conta estas peripécias com naturalidade.

- Publicidade -

IMG_2205
O autarca na última reunião de câmara

“O meu chefe de gabinete atingiu a idade de aposentação no final do ano  – já tinha conhecimento desta sua intenção –  e optei logo por não ter chefe de gabinete porque os tempos estão difíceis pelo que – enquanto não for necessário – não irei ter”, disse Jacinto Lopes ao mediotejo.net.

Esta opção permite ao município uma poupança de cerca de 43 mil euros anuais em vencimentos que iriam ser pagos ao detentor do cargo. “É uma despesa que ainda é significativa e esse dinheiro será alocado em obras ou em prol da população”, referiu.

Jacinto Lopes admite que esta deve ser uma situação única mas acrescenta, enquanto for possível, será para manter. “Provavelmente, quando se der a entrada do Quadro Comunitário talvez seja necessário colocar alguém para nos ajudar mas pensamos que para já, a curto prazo, não será necessário ninguém”, explicou.

O autarca social-democrata – que vai a meio do seu segundo mandato – também nunca teve motorista. “Neste município, desde que me lembre, após o 25 de abril nenhum presidente teve chauffeur pelo que somos nós os nossos próprios motoristas. Já nos aconteceu passar por situações caricatas mas não sentimos essa necessidade”, explica.

O autarca refere que, só com esta poupança é que o concelho tem conseguido fazer obra nos últimos anos. “O município de Ferreira do Zêzere tem poucas receitas próprias portanto temos que fazer uma gestão criteriosa para conseguirmos poupar nas despesas correntes para despesas de capital”, acrescentou.

Natural de Areias, Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, licenciado em gestão de empresas, foi vereador da autarquia entre 1993 e 2009, primeiro sem tempo atribuído, depois a meio tempo e, finalmente, a tempo inteiro. Chegou à liderança do concelho em 2009, assegurando três dos cinco mandatos e repetiu a proeza nas eleições de 2013.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here