“Isto não está para brincadeiras nem para incompetentes”, por Duarte Marques          

Foto: DR

Com a mente de todos os portugueses ocupada com o problema do Coronavírus torna-se secundário tudo o que não seja apelar ao respeito pelas instruções das autoridades de saúde, seguir as recomendações e não desvalorizar as consequências desta epidemia. Eliminar este vírus é uma responsabilidade, sim, das autoridades, mas sem o empenho de todos e o cumprimento escrupuloso das recomendações dadas, tudo será mais lento, mais difícil e mais doloroso.

PUB

PUB

Por outro lado, é impossível não verificar que, apesar de há quase 3 meses ouvimos falar deste perigo, as autoridades não tenham preparado com maior cuidado a crise que agora chegou.

Se num momento destes é impossível garantir que tudo corra bem, e sabendo que algumas medidas só podem ser tomadas em cima da hora, é estranho que não se tenham logo acautelado questões como formação de profissionais, reserva de equipamentos de proteção ou mesmo a pré-preparação de hospitais civis e militares para qualquer eventualidade. Não faz sentido ver hospitais desesperados a comprar equipamentos especiais de pintores para que os seus médicos possam atuar em segurança.

PUB

Há consequências que são inevitáveis mas há outras que eram perfeitamente evitáveis. Como se explica que seja agora, em cima da hora, que se apresse formação de enfermeiros para ajudar na Linha de Saúde24? Por precaução isso não deveria estar já feito para o caso de vir a ser necessário?

É nestes momentos que precisamos de lideranças fortes e de sangue frio. Este é um daqueles momentos em que mais vale pecar por excesso de zelo do que por irresponsabilidade.

O medo de tomar medidas mais drásticas permite a irresponsabilidade das pessoas e pode levar a consequências mais dramáticas para todos. O Governo e as autoridades têm e terão a solidariedade quer das pessoas quer dos partidos para aprovarem as medidas que forem necessárias, desde que exista uma ação transparente e de verdade.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB
Artigo anteriorOurém | Caminhada da Paz adiada para dia 2 de agosto
Próximo artigoPonte de Sor | Barragem de Montargil com obras de 2ME para melhoria das condições de segurança
Duarte Marques, 38 anos, é natural de Mação. Fez o liceu em Castelo Branco e tirou Relações Internacionais no Instituto de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, com especialização em Estratégia Internacional de Empresa. É fellow do German Marshall Fund desde 2013. Trabalhou com Nuno Morais Sarmento no Governo de Durão Barroso ao longo de dois anos. Esteve seis anos em Bruxelas na chefia do gabinete português do PPE no Parlamento Europeu, onde trabalhou com Vasco Graça Moura, José Silva Peneda, João de Deus Pinheiro, Assunção Esteves, Graça Carvalho, Carlos Coelho, Paulo Rangel, entre outros. Foi Presidente da JSD e deputado na última legislatura, onde desempenhou as funções Vice Coordenador do PSD na Comissão de Educação, Ciência e Cultura e integrou a Comissão de Inquérito ao caso BES, a Comissão de Assuntos Europeus e a Comissão de Negócios Estrangeiros e Cooperação. O Deputado Duarte Marques, eleito nas listas do PSD pelo círculo de Santarém, foi eleito em janeiro de 2016 um dos novos representantes portugueses na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, com sede em Estrasburgo. Sócio de uma empresa de criatividade e publicidade com sede em Lisboa, é também administrador do Instituto Francisco Sá Carneiro, director Adjunto da Universidade de Verão do PSD, cronista do Expresso online, do Médio Tejo digital e membro do painel permanente do programa Frente a Frente da SIC Notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here