Terça-feira, Março 2, 2021
- Publicidade -

Incêndios | Sardoal apoiado pela APA na reabilitação de ribeira

O Município de Sardoal celebrou com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) um protocolo de colaboração que irá permitir a limpeza e a reabilitação de linhas de água nas zonas do concelho afetadas pelos incêndios de 2017. O protocolo foi incluído na Ordem de Trabalhos da última reunião de Executivo e a sua ratificação aprovada por unanimidade.

- Publicidade -

O Governo de Portugal através da APA disponibilizou verbas no sentido de reabilitar as galerias ripícolas “que não se reduzem só aos cursos de água mas também às linhas de água e às infraestruturas, caminhos e estradas, que passem sobre as mesmas” após os incêndios do verão passado, explicou ao mediotejo.net o vice-presidente Jorge Gaspar.

O protocolo pretende a recuperação do património fluvial e a manutenção das suas condições naturais, as intervenções de regularização nas linhas de água, no valor de 91 mil euros, vai beneficiar uma ribeira do concelho que apresenta danos e níveis de erosão.

- Publicidade -

Em Sardoal vai ser intervencionada a ribeira “que vem desde o Vale das Onegas até à Barragem da Lapa, que passa por Saramaga e Vale Formoso. Daí para Sul o fogo consumiu com menos intensidade”, explica Jorge Gaspar. Em causa linhas de água afetadas pelos incêndios mas também “pelas chuvas que ocorreram logo após. Toda a impermeabilização dos solos ocorrida com as cinzas, danificaram as ribeiras”, acrescentou.

O autarca refere igualmente outra zona do concelho, da “Barragem da Lapa até à Ribeira de Arcês” devendo os trabalhos ser coordenados entre a Câmara Municipal de Sardoal e a Câmara Municipal de Abrantes. O caderno de encargos está a ser preparado e “se houver necessidade de coordenação com Abrantes certamente que será feita”, garante.

A dotação financeira governamental, feita ao abrigo do Fundo Ambiental e por intermédio da APA, prevê um apoio ao financiamento das intervenções urgentes de regularização fluvial, até ao montante de 12 milhões de euros nos concelhos afetados pelos incêndios florestais.

O Fundo Ambiental tem por finalidade apoiar políticas para a prossecução dos objetivos de desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos compromissos nacionais e internacionais, designadamente os relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, aos resíduos e à conservação da natureza e da biodiversidade.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).