- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Incêndios | PSD de Mação cancelou acções de campanha

O PSD de Mação cancelou todas as acções de campanha previstas para esta tarde e para esta noite de sábado, em Amêndoa e Chão de Lopes, devido a um incêndio que deflagrou às 15:18 em Vale de Amêndoa e que às 21:30 já havia consumido cerca de 500 hectares de floresta e que continuava por controlar, disse ao mediotejo.net o candidato do PSD, Vasco Estrela, atual presidente da autarquia. Segundo referiu, o PSD está a ponderar cancelar igualmente as acções agendadas para este domingo, se a situação não estiver devidamente controlada e resolvida.

- Publicidade -

“Estamos preocupados com mais este incêndio e com as pessoas das localidades que possam estar em perigo e não fazia sentido outra coisa que não fosse cancelar as acções de campanha que estavam previstas para esta tarde em Amêndoa e que culminariam com um encontro esta noite na Associação de Chão de Lopes”, disse Vasco Estrela, tendo adiantado que cerca de 500 hectares de floresta foram consumidos pelas chamas nestas cerca de seis horas.

“É inacreditável o que nos está a acontecer este ano e como este concelho e estas pessoas continuam a sofrer com este flagelo. Já não bastava os incêndios de julho e agosto que consumiram quase 80% do nosso território para voltarmos ao dia de hoje a ficar com o coração nas mãos, a voltar a sofrer, e a perder mais uma parcela do pouco da mancha verde que nos restou”, lamentou Vasco Estrrela, recandidato pelo PSD nas eleições autárquicas de 1 de outubro.

- Publicidade -

Segundo Vasco Estrela, “um sapador florestal da Aflomação foi transportado ao hospital de Abrantes devido à inalação de fumo, e um casal de idosos foi retirado da aldeia de Castelo por precaução e transportados para a Santa Casa da Misericórdia de Mação, onde vão ficar a noite”.

“No Castelo”, referiu, “as chamas andaram dentro dos quintais e junto às casas, e as povoações da sede do concelho, Mação, (Vale de São Domingos), de Aldeia de Eiras e Pereiro são as que merecem agora mais atenção e preocupação uma vez que são as localidades que se encontram agora na linha das frentes de fogo”.

- Publicidade -

No combate às chamas, às 21:30, estavam 331 operacionais apoiados por 98 viaturas, segundo a ANPC.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome