Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Incêndios noturno em Sardoal combatido com sucesso por cerca de 200 bombeiros (c/audio)

23:30 – Está em fase de resolução o incêndio que deflagrou ao início da noite de quinta-feira em Cabeça das Mós, concelho de Sardoal, numa zona florestal polvilhada por várias casas de habitação que estiveram em perigo. Perto de 200 bombeiros de toda a região resolveram o problema em menos de três horas, durante uma noite quente e onde o vento foi um quebra cabeças. Não houve danos pessoais ou materiais a registar.

- Publicidade -

Miguel Borges, presidente da Câmara de Sardoal, elogiou o trabalho e o profissionalismo dos bombeiros na resolução deste incêndio, que teve início às 20:30, e que vai ainda dar muito que fazer ao longo de toda a noite e manhã para a consolidação e rescaldo deste sinistro.

- Publicidade -

21:30 – Um incêndio que deflagrou às 20:30 em Cabeça das Mós, no concelho de Sardoal, está a lavrar com grande intensidade em zona de floresta e com algumas habitações nas imediações, segundo o presidente da Câmara de Sardoal.

Miguel Borges destacou o forte vento que se faz sentir no local, com algumas projeções, incluvisé para Mouriscas, no vizinho concelho de Abrantes, e uma noite que perspetivou de muito difícil.

No local, cerca das 21:30, estavam 186 bombeiros a combater as chamas, apoiados por 53 viaturas.

O presidente da Câmara de Sardoal, Miguel Borges. Foto arquivo: Paulo Jorge de Sousa

Cerca das 20:50, foi dado alerta para incêndio em Coalhos, na freguesia de Pego (Abrantes) mas veio a revelar-se falso alarme.

*Notícia em atualização

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome