Incêndios | Mais de 200 bombeiros dominaram chamas em Sardoal (ATUALIZADA)

Onze meios aéreos e mais de 200 bombeiros dominaram cerca das 21:30 um incêndio que chegou a ter três frentes ativas em Abrantes e Sardoal. Foto: DR

22:00: Está extinto o incêndio que lavrou durante esta tarde no concelho de Sardoal, e que consumiu, numa primeira avaliação, cerca de 50 hectares de mato, pinhal e eucaliptal na freguesia de Santiago Montalegre, disse ao mediotejo.net o comandante dos bombeiros voluntários de Abrantes, António Manuel Jesus.

PUB

O primeiro sinal de alerta foi dado para um incêndio em Fontes, no vizinho concelho de Abrantes, mas as chamas lavraram na sua quase totalidade no concelho de Sardoal, tendo as três frentes ativas sido combatido por mais de 200 operacionais e 11 meios aéreos. A praia fluvial do Penedo Furado, em Vila de Rei, chegou mesmo a ser evacuada mas apenas por precaução. As próximas horas vão ser dedicadas à consolidação do rescaldo do incêndio.

Confira aqui as declarações do comandante dos bombeiros de Abrantes:

PUB

21:00: O incêndio que deflagrou cerca das 17:00 na freguesia de Fontes, Abrantes, continuava ativo cerca das 21:00 mas a ceder aos meios de combate. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, as chamas avançaram para o vizinho concelho de Sardoal mas sem registo de pessoas ou habitações em perigo. Duas das três frentes de fogo estão debeladas, mantendo-se a cabeça do incêndio ativa em cerca de 50%.

Os 11 meios aéreos que estiveram no terreno já saíram do teatro de operações e posto de comando foi montado em Portela da Selada, Sardoal. Os meios terrestres vão manter-se no terreno ao longo da noite esperando-se que nas próximas este incêndio possa entrar em fase de rescaldo.

PUB

18:30 – Um incêndio que deflagrou cerca das 17:00 em Água Das Casas, freguesia de Fontes (Abrantes) entrou no concelho de Sardoal, freguesia de Santiago de Montalegre, e estava com três frentes ativas às 18:30. No local estavam a combater este incêndio 212 operacionais, apoiados por 52 viaturas e 11 meios aéreos, segundo o CDOS de Santarém.

Em declarações ao mediotejo.net, cerca das 18:15, o comandante José Nepomuceno disse que se mantinham três frentes ativas e que mais meios se dirigiam para o teatro de operações, tendo afirmado que o combate estava a evoluir favoravelmente e que a perspetiva era debelar o incêndio antes do cair da noite.

“Não há feridos, não há pontos sensíveis e está a evoluir favoravelmente”, notou, tendo acrescentado que “não há casas em perigo” e relatado que as maiores dificuldades sentidas no terreno eram os acessos, mas que os 11 meios aéreos resolveriam esse problema. Por outro lado, o fator vento não era um obstáculo ao sucesso ao combate tendo em conta o pouco vento que se fazia sentir no terreno, soprando o mesmo de noroeste.

“Deveremos conseguir resolver este incêndio dentro de pouco tempo”, afirmou, tendo feito notar que, não havendo mais incêndios no distrito, todos os meios estão concentrados na resolução desta ocorrência. “Os meios aéreos têm autonomia para estar lá até às 20:30”, notou, altura em que se perspetivava que a situação estivesse resolvida.

Informação operacional da Proteção Civil encontra-se indisponível na Internet

A informação operacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) encontra-se desde terça-feira “temporariamente indisponível” no sítio oficial da Internet, devido a problemas técnicos, problema que se mantém ao dia de hoje [sexta-feira].

“Por razões técnicas, a informação operacional está temporariamente indisponível na área habitual. Estamos a resolver a situação”, pode ler-se numa pequena nota publicada no sítio http://www.prociv.pt/.

Enquanto o problema não é resolvido, a ANEPC está a dar conta das ocorrências, por distrito, às 09:00 e às 19:00.  Contactada pela agência Lusa, fonte da ANEPC escusou-se a dar mais explicações.

C/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here