- Publicidade -

Incêndios | Fogo continua ativo e 80 a 90% do concelho de Mação já ardeu

O presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, estimou hoje que “80 a 90% do concelho” tenha ardido devido ao fogo ainda ativo e dos incêndios no final de julho.

- Publicidade -

“Acabei de dar uma volta por grande parte do perímetro do fogo, é desolador aquilo que se vê. O concelho está completamente destruído. É uma imensidão de problemas que aqui temos. Temos 80, 90% do concelho ardido, é esta a realidade, infelizmente”, disse à Lusa.

Apesar do cenário “dramático”, o autarca afirmou esperar uma evolução positiva das chamas durante a madrugada, sendo que, esta manhã, às 9:30, o incêndio mantinha-se em curso e com duas frentes ativas.

- Publicidade -

“Há aqui um conjunto de situações que ainda estão por resolver. Monte Penedo, Rosmaninhal, Vale de Abelha, Ortiga, Pereiro, ainda carecem de muita atenção. Várias aldeias tiveram de ser parcialmente evacuadas”, explicou. Mais de duas dezenas de “idosos, crianças ou [pessoas] com patologias em que não se aconselhava que estivessem expostas ao fogo” tiveram de deixar as suas casas.

As chamas chegaram mesmo a uma urbanização em Mação, onde queimaram “tudo à volta das habitações”, incluindo espaços verdes e zonas comuns. A zona encontra-se atualmente segura, indicou Vasco Estrela.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o fogo de Mação, no distrito de Santarém, mobilizava, pelas 09:28, 842 operacionais e 252 meios terrestres e 13 meios aéreos.

Mantém-se cortada ao trânsito a N 244-3 entre Louriceira e Serra, de acordo com a página da Proteção Civil.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).