- Publicidade -
Quarta-feira, Janeiro 26, 2022
- Publicidade -

Incêndios | Comunicado da Câmara de Mação

A Câmara de Mação emitiu hoje um comunicado à população relativo à problemática dos incêndios que assolaram o concelho nas ultimas semanas. Transcrevemos a missiva, na íntegra:

- Publicidade -

“Prezados amigos,

Após os incêndios que atingiram o nosso Concelho todos ficámos mais pobres, mas os proprietários florestais, agricultores e produtores pecuários sentir-se-ão particularmente lesados e desanimados.
O incêndio do final de julho, agravado com o incêndio de agosto, tornou o sector primário muito preocupante pela necessidade urgente de alimentação dos animais, além de dois milhares de colmeias sem qualquer fonte alimentar.
Apesar de não constituir competência da Câmara Municipal, mas sabendo que mais de quatro centenas de proprietários estão a sentir dificuldade em alimentar os seus efectivos solicitámos, com a Associação de Agricultores – Acripinhal, apoio às organizações agrícolas Nacionais que, solidariamente, têm respondido através do envio de alimento, assim com particulares e empresas do nosso Concelho e de fora, alimento que se encontra já a ser distribuído.
Temos estado a efectivar, desde julho, a distribuição de alimentação para animais de espécies pecuárias e abelhas através do Estaleiro da Câmara Municipal, com a colaboração das Juntas de Freguesia. Neste momento falamos da quase totalidade do Concelho!
Continuamos a aguardar medidas de apoio que deverão surgir, a exemplo de outros casos.
O Município distribuirá apoio nesta área enquanto conseguir e tiver apoios e condições para tal. Apoio este que não se encontra no âmbito das nossas obrigações mas que procuraremos dar até que as entidades com competência na área o façam.
Caro munícipe, se sentir dificuldades a qualquer nível, deverá contactar a sua Junta de Freguesia ou a Câmara Municipal pelo telefone: 241 577 200 ou email: geral@cm-macao.pt.

- Publicidade -

Um forte abraço,
Vasco Estrela”

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome