- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 25, 2022
- Publicidade -

Incêndios | Cinco concelhos do Médio Tejo em “risco máximo”

A Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) anunciou hoje, 30 de julho, que às 08h30m não se registavam incêndios com “expressão significativa” em Portugal. No entanto, a instituição mantém o Alerta Laranja para o distrito de Santarém e Castelo Branco e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou cinco concelhos da região do Médio Tejo em “risco máximo” de incêndio.

- Publicidade -

Abrantes, Vila de Rei, Mação, Sertã e Ferreira do Zêzere em risco máximo de incêndio. Neste nível é proibido fazer queimadas ou queimas, usar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito, é proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais e o uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal.

Segundo a página da ANPC, registavam-se às 13h00 de hoje, dia 30, 22 incêndios rurais em Portugal continental, dos quais quatro estavam em curso e 18 em conclusão. Estas ocorrências envolveram 723 operacionais, apoiados por 228 meios terrestres e quatro meios aéreos.

- Publicidade -

A Proteção Civil mantém a monotorização da situação em todo o país e “todos os meios aéreos estão prontos para atuar caso seja necessário”, disse a adjunta da ANPC, Patrícia Gaspar.

Patrícia Gaspar frisou ainda que “houve um decréscimo dos níveis de alerta em alguns dos distritos”, após a avaliação feita no sábado em função das condições meteorológicas.

- Publicidade -

Neste momento, os únicos distritos que se mantém em alerta laranja são Bragança, Castelo Branco, Faro, Santarém, Coimbra, Guarda, Portalegre e Viseu. Todos os restantes estão em alerta amarelo.

Com Lusa

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome